se vingar

Você está em um relacionamento feliz. Tudo está ótimo entre os dois, mas você acaba descobrindo uma traição.

Obviamente você fica chocada, acabada, sente como se o seu coração estivesse despedaçado em milhares de pedaços.

A decisão mais lógica a ser tomada é acabar o relacionamento. Mas você o ama muito e não quer ficar sem ele. Mas também não pode deixar passar em branco, afinal, foi uma traição!

Então você pensa, pesquisa na internet, fala com as amigas e tem a bela decisão idiota de se vingar. Vai continuar com ele, mas não sem antes pagar na mesma moeda, fazê-lo sentir exatamente o que você sentiu. Afinal, olho por olho, não é?

Se ele pode, você tem direito. Certo?

Certo?

ERRADO! Essa é simplesmente a coisa mais idiota que você pode fazer.

E sabe por quê?

Vamos analisar o que você está pensando fazer.

Você quer ficar ou transar com outro homem com o único intuito de machucar a pessoa quem você ama.

Você não está a fim de outro cara, não sente desejo, não acha certo trair e nem está em um relacionamento aberto. Você só quer machucar o seu parceiro. Você só quer causar o mal.

Se você está se sentindo mal, vai fazer ele também se sentir assim.

E para isso, você vai usar outro cara que não tem nada a ver com a história. Se for um desconhecido, na balada ou tinder, vai simplesmente sair com o cara, fazer o que tem pra fazer e sumir.

E se ele for um cara legal? E se ele realmente se interessasse por você? Pode até “estraga-lo”, fazendo-o acreditar que nenhuma mulher quer nada sério hoje em dia.

E pasme, MUITO homem quer algo sério hoje e não encontra uma mulher que também queira. Acredite, eu sei, afinal trabalho com relacionamentos para homens também.

E se for um amigo, conhecido ou ex? Como vai olhar pra ele depois? E como ele vai olhar para o seu relacionamento desestruturado? E quando ele contar aos amigos o que fez?

Ninguém tem nada a ver com a sua vida, mas….

Bem, mas isso nem é o pior. O pior de tudo é usar a si mesma! O seu corpo, como se fosse um objeto, um simples pedaço de carne, algo sem valor algum…

 

Resumindo, você vai usar um cara que não tem nada a ver com isso, vai usar a si mesma sem ter vontade, tudo isso para magoar uma pessoa de quem você gosta.

“É, isso mesmo e que se f…”.

Beleza, vingou-se. Fez a merda.

Como você está se sentindo agora? Melhor? Feliz? Ou um lixo? A dor passou? A mágoa foi embora? Ou tudo só piorou? O problema se resolveu? O relacionamento voltou a ficar bom?

Acho que não, hein?

Lembrei agora de um amigo meu namorava uma garota que foi fazer intercâmbio na Finlândia. Lá, ela acabou ficando com outro cara em uma festa.

Ele não queria acabar, mas não ia deixar passar em branco. Afinal, a “honra” dele tinha que ser defendida.

Então ele foi a um festival e ficou com várias garotas na frente das amigas da namorada.

O resultado? Além do relacionamento ter virado literalmente uma bosta, porque agora ela também estava magoada, todas as amigas e familiares – sim, eles sempre ficam sabendo – ficaram contra o relacionamento. Afinal, que merda o cara fez…

A vida dos dois se tornou tão difícil quando ela voltou que o namoro de 5 anos não durou mais três meses.

“Ah, então é pra deixar passar em branco?!”

Eu não disse isso. Só saiba que todas as pessoas erram. Todas. Homens, mulheres, amigos, namorados, colegas de trabalho. Todos.

Mais cedo ou mais tarde, todo mundo vai errar. Seja algo grave como uma traição ou algo simples. Mas o fato é que todos erram.

E uma pessoa errar não te dá o direito de fazer a mesma coisa.

 

Quando isso acontece, você tem duas opções

A primeira é perdoar, esquecer e viver como se nada tivesse acontecido. Nunca mais pensar nisso e nem tocar no assunto. Sei que é mais fácil falar do que fazer, mas é isso que deve ser feito.

A segunda é encerrar o relacionamento. Seja namoro, amizade, parceria, sociedade ou trabalho. Se for algo que você não consegue superar, é a única solução a ser tomada. Eu optaria por essa decisão, aliás.

 

O que não pode fazer é agir de modo infantil, usar pessoas e a si mesma para causar o mal a qualquer pessoa, principalmente a quem você ama, mesmo que não queira ficar mais com ela. Causar o mal a alguém nunca é a melhor solução.

E se resolver ficar, saiba que ao estar em um relacionamento, é seu dever fazer o bem a outra pessoa (e vice-versa). Sei que às vezes o parceiro faz algo que te dá vontade de mata-lo, mas passando a raiva, tudo volta ao normal.

Deixe a raiva passar, veja o que realmente quer. Fique ou acabe, mas não se “vingue” desse modo.

 

Ainda quer se vingar?

Então acabe, supere, siga em frente, ignore, viva a vida e seja feliz. Essa é a melhor vingança que você pode fazer.

E garanto que vai afetar muito mais que agir como uma bebê chorona.

3 comentários

Consultor de relacionamentos. Fala a realidade "na lata", sem mimimi ou enrolação. Conta a mais pura e simples verdade, doa a quem doer. Criador do blog Cérebro Masculino. Envie sua dúvida para: contesuahistoria@alexandrechollet.com que ela pode ser respondida aqui no blog :)