Só Hoje

Só hoje, eu já te quis mil vezes, e ainda é de manhã. Só hoje, eu já respondi mais de 13 e-mails e, entre uma frase e outra, meu pensamento voou: aonde será que ele anda? Só hoje eu já atendi mais de 20 pessoas aqui no trabalho, eu já distribuí sorrisos de bom dia, já senti fome, já tomei água e duas xícaras de café - não que eu precise acelerar o coração ou perder o sono, isso você já faz muito melhor que qualquer cafeína. Só hoje, como num replay dos outros dias da semana, eu já olhei o celular 3 vezes esperando sua mensagem no whatsapp, seu bom dia, seu mísero oi que já torna tudo mais belo e faz meu estômago comprimir e soltar 36 vezes em 1 segundo.

Só hoje eu já pedi pra um Deus no qual eu nem sei se acredito pra que você ficasse. Só hoje eu já fracassei nos meus pequenos problemas do dia a dia várias vezes e tá tudo bem, porque acho que você vem me ver e só isso já espanta toda a tristeza persistente e o caos do mundo passa a não importar mais. Só hoje eu já me descompensei mais de dez vezes e pedi pra você segurar meus excessos, perdoar o drama, desfazer o bico, desamarrar a cara - a minha e a sua. Cadê aquele abraço que junta todos os pedacinhos quebrados dentro de nós?


Só hoje eu já perdi a paciência, a noção do tempo, o rumo e o prumo, mas tô me esforçando de um jeito inimaginável pra não perder você de vista por aí. Só hoje eu já vi uns 22 links de notícias e piadas que adoraria mandar pra você porque, ao lê-los, você colocaria no rosto aquele sorriso que faz a maldade do mundo sumir por uns instantes. Não desiste de mim, não. Não leva tão à sério as minhas perguntas, nem as minhas respostas. Aprende a lidar com as minhas palavras, eu juro que vou me esforçar pra compreender os teus silêncios. Mas enquanto houver amor, deixa ser eterno. Enquanto for eterno, vive o hoje comigo. Amanhã a gente se reinventa, se desconstrói pra construir de novo, se ama como nunca e como sempre. Mas amanhã é outro dia e a gente cuida do amanhã, amanhã. Eu te amo hoje. Vem, só hoje.

Escrito por Rossely

Rossely Rodrigues, atende por Secéu desde que se conhece por gente. Gaúcha, geminiana que não sabe se acredita em signos, estudante de Letras, escritora amadora - com muito amor, mesmo! 25 anos de muita história pra contar e outras que é melhor deixar pra lá.