GERAÇÃO CONTATINHO | Isabela Freitas

Pra você que não aguenta mais falar de contatinho pra lá, contatinho pra cá, e acha que nasceu no século errado. Ou na geração errada. ➜ Compre meus...


Escute enquanto lê:

Eu sei que não foi sua intenção. Você não sabia que eu iria me apaixonar por você. Nem eu sabia que iria me apaixonar por você! Pra ser sincera, eu estava tão desacreditada de qualquer tipo de sentimento, que até eu me espantei. Tentei mandar as borboletas pro canto delas, mas elas insistiram em permanecer no meu estômago. Fizeram uma festa colorida e clichê, o que me deixou só mais nervosa. Nervosa, e palpitante. Não era para estar acontecendo, certo? Não, não era!

Malditas borboletas. Maldito sorriso lindo que você tem. Puta que pariu. O que tá rolando comigo, sério?

Ah não, não. Dessa vez não, por favor. Eu não quero me apaixonar e ouvir você dizer que não vai rolar. Eu quero que role, que enrole, que embole. Eu quero que você se grude em mim e fique. Mas você não é desses, é? Não, não é! Você é livre, solto, descolado, desligado. Você não tá pronto para se apaixonar por mim de volta e eu sei disso todas as vezes em que eu te olho. Você tá pronto pra viver um monte, mas eu ainda não tô nos seus planos.

Eu sei que você deve achar que sim, que eu tô, que você está deixando acontecer naturalmente. Mas eu sei lá no fundo que não somos para ser e nem seremos. Você não tá preparado para me enxergar de verdade e me permitir. Você tá louco pra fugir. Sim, senhor, para fugir. Você mal sabe disso, mas quando percebe, logo muda. E eu caio. Caio porque espero que você me entenda, e que me queira. Eu sei, maluquice.

É que pode parecer uma frase recém retirada de uma música sertaneja (e é) mas “o nosso santo bateu”, me entende? Não foi culpa minha. Eu nem queria que eles se esbarrassem para não ter o perigo de acontecer uma merda dessas. Mas eles se trombaram com TUDO. Eu sinto muito por mim e por você, porque no final, não vai restar nada de algo que eu sei que poderia ser maravilhoso, sabe?

Porra – e estou usando isso como advérbio de intensidade. Nosso lance poderia ser bom para porra! Mas não vai ser, ou vai? Não, não vai! Não vai porque vai acabar assim que eu piscar os olhos. E vai ser um saco ter me acostumado com o seu jeito apenas para ter que fingir que não cheguei a sentir algo por ti. Vai ser difícil, e ruim. Sim, ruim. Coisa que nossa beijo não foi. Foi ótimo, ô se foi. Caramba.. vou sentir falta de te beijar.

Eu tô ficando louca, não to? Não, não to! É você e esse efeito que você exerce em qualquer mulher. Pois é, que droga ter que admitir que não sou a única vítima do seu charme. Queria até ser. Não, pera.. EU NÃO QUERO SER VÍTIMA DO SEU CHARME. Para de me tratar bem, vai. Eu não posso me apaixonar por você e querer estar com você. Eu não posso porque eu sei que nós daríamos tão certo se fosse em um outro momento da vida, me entende? A gente iria ficar tão foda juntos.

Eu não posso me apaixonar por você porque vai ser o mesmo que admitir pra mim que eu tive um cara assim na minha vida e ele foi embora. E eu não quero que você seja esse cara, mesmo tendo essa sensação lá no fundo do meu ser de que você será SIM esse cara.

Você vai ser o meu quase. Aquele que chegou perto de ser algo e não foi. Não vou poder dizer que foi meu namorado, nem meu ficante, nem meu amigo. Você só foi um quase alguma coisa que significou um monte de outras coisas.

Ah.. não seja o meu quase.

0 comentários

19 anos de muita história para contar, autora do blog duzentaslinhas.com.br, residente do país das maravilhas e escritora nas horas vagas - nas outras também. Geminiana, sonhadora, avoada, estudante de psicologia, especialista em matérias impossíveis e completamente apaixonada por pessoas, flores e tudo que há de belo no mundo. Acredita em fadas, sereias e em um amor que cura todos os males. Quer conversar comigo pelas redes sociais? Fácil, só me chamar em @duzentaslinhas  Ou quer desabafar secretamente? Me chama no snap duzentaslinhas ou pode me mandar sua história pelo e-mail duzentaslinhas@gmail.com (juro que sou boa em conselhos)  

Sabe quando você só assiste um filme para ver seu ator ou atriz favorito? Pois é, isso acontece muito e esses filmes acabam sendo os melhores, não é mesmo? Hoje vou mostrar os meus cinco atores hollywoodianos preferidos, simplesmente os melhores! Vem ver!

5º – Hugh Jackman

Conhecido por interpretar o super-herói X-men, Wolverine, nos cinemas, Hugh Jackman também é formado, adivinha em quê? Jornalismo! Versátil, o ator também se formou em Artes Dramáticas pela Western Australia Academy of Performing Arts e estreou como cantor em uma produção de “A Bela e a Fera”. Hoje, casado e pai de dois filhos, o galã continua fazendo sucesso com seus filmes. Gosto bastante das interpretações do Hugh e é impossível imaginar outro ator interpretando tão bem o Wolverine.

4º – Channing Tatum

Os filmes do Tatum são sempre emocionantes, com exceção de alguns, a exemplo do filme Magic Mike. Americano do Alabama, estreou nas telonas no filme Coach Carter – Treino para a Vida, daí em diante não parou mais. No filme Ela Dança, Eu Danço conheceu sua atual esposa, a Jenna Dewan-Tatum. Tem um talento incrível para interpretar rapazes apaixonados e se dar super bem com isso. Como não amar o John de Querido John e o Leo de Para Sempre? Ainda arrebata gritos na sua performance em G.I Joe – A Origem da Cobra, com muita ação e adrenalina. Aqui ele leva o quarto lugar na minha lista de atores preferidos.

3º – Will Smith

O já coroa Will Smith é o talento em pessoa. O admirável ator cresceu em uma família de classe média e já se aventurou como rapper. Estrelando diversos filmes ao longo da carreira e se destaca cada vez mais nas telonas. O sarcástico Barry em Homens de Preto, Roland em Independence Day e no seu primeiro sucesso em Bad Boys, personagens inesquecíveis que fizeram de Will um grande ator. Em destaque os meus favoritos: À Procura da Felicidade, Hitch – Conselheiro Amoroso e Eu, Robô. Will tem o desejo de levar a história do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para as telonas, com ele mesmo interpretando o papel principal, imagine aí? Sucesso na certa!

2º – Johnny Depp

Como não amar o versátil e intrépido, Johnny Depp? O galã e astro do cinema internacional já assumiu o papel de vários personagens diferentes sendo impecável em todos eles. Um artista nato, criou o personagem Capitão Jack Sparow na franquia Piratas do Caribe, meu personagem favorito não podia ter sido criado por outra pessoa! O eterno Edward Mãos de Tesoura, em parceria com Tim Burton já viveu grandes personagens nas telonas e todos os filmes que participa é garantia de sucesso nas bilheterias. O Chapeleiro Maluco em Alice nos País das Maravilhas, Willy Wonka em A Fantástica Fábrica de Chocolates, dando voz ao Victor Van Dorst em A Noiva Cadáver, entre outros. Sou fãzona dele, falou em Johnny Depp lá estou eu ligadinha para ver. Além de um tremendo ator ele também é músico e arrasa na guitarra, um artista completo. Merece o primeiro lugar, mas considero empate essa posição.

1º – Vin Diesel

O lindão Vin Diesel sempre chama minha atenção quando aparece em algum filme, principalmente de ação. Estrela da franquia Velozes e Furiosos, que já está na sua oitava produção, Vin Diesel já viveu personagens dos filmes Triplo X, Eclipse Mortal, A Batalha de Riddick, Missão Babilônia, Operação Babá, entre outros. Mas o meu personagem preferido mesmo é Dominic Toretto em Velozes e Furiosos.

 

Fico na dúvida para escolher o melhor de todos. E você, qual o seu preferido?

0 comentários

Jornalista, apaixonada por histórias e pela arte de encantar pessoas através da escrita. Tenho 23 anos e amo moda, cinema, seriados e histórias encantadoras. Visite meu site: isabeltavares.com // Baixe o meu e-book "Entre a Fé a Paixão" aqui


Você sabe que eu poderia ter sido a mulher da tua vida, não sabe? Porque eu poderia sim ter sido muito mais do que você me permitiu ser. Eu teria virado sua cabeça e seus lençóis do avesso, mas ao invés disso, você preferiu ir embora. Você deixou que eu me aproximasse, deixou que eu observasse seu modo de falar, de andar, de agir. Deixou que eu gostasse do que via, do que sentia, do que vivia. Você até mesmo me ofereceu um pedacinho seu, só para arrancá-lo de mim em seguida.

Eu não sei se você sabe, mas rapaz… isso foi cruel. 

Você me prometeu uma tentativa e se foi sem nem me avisar que ia. Jogou suas palavras no lixo assim como todos os momentos gostosos que havíamos tido. Pegou suas coisas e me largou tão fácil, que eu duvido que um dia você tenha mesmo pensado em se permitir. Seu ego e seu medo conseguem ser maiores do que você, e mais uma vez, você acabou quebrando uma garota que estava pronta para ser sua.

Se você não é do tipo que planeja, me perdoe por ter sido. Porque eu via em você tanto carinho, que planejava sem perceber. Sem perceber que você, bem, não estava tão afim assim. Você me deu corda e sabe disso, mas não me puxou para perto, só largou sua ponta e me deixou segurando a outra atoa. Sem saber que você já tinha planos de me deixar. Vai ver você se esqueceu.

Vai ver você esqueceu de avisar que eu era a única que via futuro naquele relacionamento que não foi, mas poderia ter sido.

Se você tivesse ao menos tido a decência de me enxergar, saberia que eu poderia ter te feito um cara feliz para caralh*. Saberia que a diversão que a gente tinha era capaz de preencher o vazio que você abriga. Se você tivesse olhado para mim mais uma vez antes de me descartar como um produto usado, você teria visto que meus olhos brilhavam quando encontravam os seus. Teria notado que sua cena preferida pela manhã seria me ver descabelada, usando a sua blusa velha e gargalhando alto no seu quarto.

Se você não fosse tão cego para as coisas que verdadeiramente importam, você teria sido completo.

Mas você ainda vive em um mundo particular seu e do mesmo modo que não me deixou entrar, não vai deixar ninguém. A fila de mulheres que poderiam ter sido suas só vai aumentar junto da culpa que você vai sentir toda vez que uma delas chorar. E infelizmente, porque acredite ou não, eu te desejo muito bem, você vai acabar sozinho. Sim, sem ninguém.

Você vai se esconder atrás das suas piadas, ironias e do sarcasmo presente nas suas falas. Vai se esconder atrás do seu sorriso lindo que eu tanto admirei um dia, mas não vai ser suficiente. Porque sua procura é inútil e impossível. Sua futilidade vai ser sua única companhia e um dia, daqui bastante tempo, você vai desejar voltar atrás.

Voltar naquela noite fatídica em que você me beijou e poucos minutos depois, me deixou. Vai lamentar ter sido apenas um cara babaca que passou pela minha vida, vai lamentar não ter vivido tantas outras coisas incríveis.

Vai lamentar o fato de que você poderia ter sido meu grande amor e preferiu não ser.

E eu? Eu já vou ter superado o que você poderia ter sido para mim e não foi. Eu vou estar vivendo minha vida plenamente sabendo que você foi um caminho torto pelo qual eu tive que passar e vou estar me curtindo, me amando e me entendendo. Eu já vou ter lido esse mesmo texto mais de dez vezes e vou ter aprendido que não fomos e ponto. Vou estar de cabeça erguida, salto 15 e muito bem resolvida.

Se eu vou lembrar de você? Bem vagamente, até porque quem perdeu foi você, eu vou estar ocupada demais me escrevendo pra ficar me preocupando com uma página descartada.

Eu poderia ter sido a mulher da sua vida, e teria sido perfeito. Mas não fui e quer saber? Ainda bem. Agora é com você, au revoir. 

1 comentário

19 anos de muita história para contar, autora do blog duzentaslinhas.com.br, residente do país das maravilhas e escritora nas horas vagas - nas outras também. Geminiana, sonhadora, avoada, estudante de psicologia, especialista em matérias impossíveis e completamente apaixonada por pessoas, flores e tudo que há de belo no mundo. Acredita em fadas, sereias e em um amor que cura todos os males. Quer conversar comigo pelas redes sociais? Fácil, só me chamar em @duzentaslinhas  Ou quer desabafar secretamente? Me chama no snap duzentaslinhas ou pode me mandar sua história pelo e-mail duzentaslinhas@gmail.com (juro que sou boa em conselhos)