Artigos do autor

Provavelmente, você já deve ter ouvido algum comentário sobre “Girlboss”, ou sobre o livro ou sobre a recém-lançada série da Netflix. As críticas estão bastante divididas entre os lados positivos e negativos da série e neste post, citarei alguns motivos pela qual você não pode perder Girlboss.

Sinopse:

Baseado na trajetória de Sophia Amoruso, uma jovem batalhadora que começou a vida vendendo roupas antigas no eBay e hoje, aos 27 anos, tem uma marca multimilionária baseada em Los Angeles.

Sinopse do livro:

Sophia Amoruso passou a adolescência viajando de carona, furtando em lojas e revirando caçambas de lixo. Aos 22 anos ela havia se conformado em ter um emprego, mas ainda estava sem grana, sem rumo e fazendo um trabalho medíocre que assumiu por causa do seguro-saúde. Foi aí que Sophia decidiu começar a vender roupas de brechó no eBay. Oito anos depois, ela é a fundadora, CEO e diretora criativa da Nasty Gal, uma loja virtual de mais de 100 milhões de dólares, com mais de 350 funcionários. Além da história de Sophia, o livro cobre vários outros assuntos e prova que ser bem-sucedido não tem nada a ver com a sua popularidade; o sucesso tem mais a ver com confiar nos seus instintos e seguir a sua intuição. Uma história inspiradora para qualquer pessoa em busca do seu próprio caminho para o sucesso.

O trailer:

1. Girl Power!

Não ache que Sophia vai ser uma super inspiração de caráter e empoderamento, mas é sempre bom vermos mulheres no poder, né?

2. Grande inspiração pra quem se interessa por moda ou empreendedorismo

Uma verdadeira obra de arte para os amantes de moda, principalmente para quem gosta de se aventurar pelos brechós da vida, além de toda motivação empregada acerca do empreendedorismo.

3. Não desista dos seus sonhos

Se tudo parecer dar errado, respire e recomece quantas vezes for preciso!

4. Estética impecável

Como esperado da Netflix, a série possui uma estética impecável, desde a trilha sonora até a fotografia, com cortes de imagem, edição e enquadramentos perfeitos. (Um grande parabéns à direção de arte)

5. RuPaul está na série

Mais que justo enaltecer a presença de RuPaul na série, não é mesmo?

6. Sophia é gente que nem a gente

A série mostra uma Sophia com qualidades e sim, muitos defeitos. Diversas cenas mostram como ela tinha 0 respeito pelo trabalho alheio, além de cenas de furto, onde ela saia totalmente impune, como se fosse uma coisa “normal”. E o que podemos tirar disso? Tentar não repetir o erro e saber que apesar de qualquer defeito, é possível ter grandes conquistas. Seja você mesmo e tente sempre evoluir!

7. Vai te tirar boas risadas

Sendo uma série de comédia, ela cumpre muito bem o seu papel.

E aí, te convenci de dar uma chance para Girlboss?

Caso já tenha assistido, deixe um comentário aqui embaixo contando a sua opinião e quem ainda não, faça o favor! Vejo vocês no próximo post, até mais!

1 comentário

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

Tem horas que eu boto aquela trilha sonora que parece ter sido criada para momentos introspectivos, sabe?

Eis que vos apresento essa dita trilha, acompanhe ouvindo comigo:

É a partir desses momentos que nascem meus devaneios, onde minha imaginação se sobrepõe sobre tudo. Nasce minha vontade de escrever, de esvaziar meu eu em palavras.
Faz tempo desde a última vez que nos encontramos por aqui, né? Como cê tá?
Muita coisa mudou, muita coisa continua mudando. No mundo, dentro de mim e provavelmente em você aí que está lendo esse texto.
De um lado, me encho de mil informações. De outro, sinto a necessidade de me esvaziar.
Sabe quando você sai da sala do de cinema meio atordoado sem saber como voltar pra vida real? Você se enche de uma realidade que não é bem a que você vive e depois você tem que se esvair dela.
Fui ao mundo cinematográfico só pra dizer que to necessitado de me esvaziar um pouco, de colocar as coisas pra fora. É preciso entender que temos limites e que quando guardamos muita coisa dentro de nós, chega  a hora de liberá-las. Compreende?

Talvez esse texto esteja meio bagunçado.  Mas a vida é assim. Um caos que nem sempre estamos dispostos a organizar, mas que nos é cobrado diariamente. É tipo aqueça opção “mix” da máquina de lavar roupa que você joga tudo dentro e o objetivo é que saia tudo limpo.
Calma, calma. Deixa eu tentar arrumar isso.
Quando falo em “vida”, acabado tentando listar a minha em tópicos, e sempre me sobe à cabeça, primeiramente, as palavras “amor”, “relacionamentos”, “amigos”, “afazeres”.
E aí me surge uma questão, é nisso que a minha vida se baseia? E logo “No que a minha vida se baseia?”
Eu, pessoalmente, acredito que existe uma linha um tanto quanto tênue entre quem somos e quem queremos ser, entre como é e como queremos que sejam todas as coisas ao nosso redor.

Merda. Acho que a música acabou antes da hora.

Mas já que entramos no assunto, aproveita e me conta aqui nos comentários no que se baseia sua vida, hoje. É sempre bom refletir um pouco sobre nós mesmos, né? Vejo vocês logo mais. Adiós.

2 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

(Imagem: Felipe Gabriel/UOL)

Como muitos sabem, aconteceu recentemente um dos maiores festivais do Brasil, o Lollapalooza. O festival contou com a apresentação de diversas bandas e cantores incríveis, tanto do Brasil quanto do exterior. Além de toda vibe alternativa, um dos diferenciais do Lollapalooza é a inclusão de artistas não tão conhecidos assim, no Line-up, ou seja, é uma ótima oportunidade de atualizar aquela playlist do celular que você já está cansada(o) de ouvir.

Solta o play!

1. Cage The Elephant – Come A Little Closer

2. Jimmy Eat World – Sure and Certain

3. Two Door Cinema Club – Sun

4. Duran Duran – Come Undone

5. Suricato – Trem

6. Silversun Pickups – Lazy Eye

7. The Strokes – Last Nite

8. Catfish and the Bottlemen – Kathleen

9. MØ – Kamikaze

10. Criolo – Convoque Seu Buda

11. The xx – Angels

12. The Weeknd – Starboy (ft. Daft Punk)

13. Jaloo – Chuva

14. Baiana System – Playson

15. Metallica – Master Of Puppets

Conta pra gente aqui nos comentários os artistas que vocês curtem que não foram incluídos nessa Playlist. A música move! (;

0 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

precisamos-falar-sobre-ser-feliz-agora

Oi. Precisamos falar sobre um assunto muito importante: ser feliz AGORA. Esses dias, dando uma olhada no Facebook, me deparei com a história de uma senhorinha de 90 anos que havia desistido da quimioterapia para viver uma aventura cruzando os Estados Unidos com seu filho durante o tempo de vida que lhe restava. O tempo estimado era nada mais nada menos que um ano. Dia 30 de setembro de 2016 chegou e sua jornada na Terra havia chegado ao fim. Norma faleceu aos 91, feliz.

Essa história tocou-me de uma forma que nem eu mesmo sei explicar e foi por isso que decidi vir aqui hoje falar sobre o tal do “ser feliz”. Bom, por onde começar?

Tá, vamos lá. Muitas vezes deixamos de fazer diversas coisas que queremos por conta do comodismo. Sim, comodismo pode ser um problema na vida de muita gente e isso precisa mudar. Se sua rotina tá ficando cansativa, nada muda e você está insatisfeito com isso, é porque tem algo de errado: É PRECISO SAIR DA SUA ZONA DE CONFORTO! É hora de explorar novos mundos, aliás, nós só temos essa única vida para viver e ela pode ser muito mais do que toda essa mesmice do dia a dia.

Independente de qualquer religião, há quem acredite que exista vida após a morte, mas ninguém nunca voltou de lá pra contar como é do outro lado, se é que existe um outro lado. Pitty um tempo atrás escreveu um conselho em forma de música: “Não deixe nada pra semana que vem, porque semana que vem pode nem chegar” e isso é um fato tão real, que parece que as pessoas esquecem, sabe? Uma hora você pode estar bem, na outra você pode não mais existir e é por isso que precisamos valorizar o agora, o presente.  

O presente é literalmente “um presente”. Um presente da qual temos que saber aproveitar ao máximo. Chega de estresse, de problematização. CALMA. RESPIRA e tenta aproveitar o HOJE ao máximo. Numa outra música, aprendi que “o que tem solução, se solucionará. O que não tem, solucionado está”, guarde essa frase pra sua vida. Será útil.

Acho que já compartilhei tudo o que gostaria por hoje. Espero que tenham gostado e que de certa forma esse texto toque positivamente alguns de vocês. Para conferir outros posts escritos por mim aqui do blog, clique aqui. Um beijão e não esqueçam de me seguir lá nas minhas redes sociais, sou @simvini em todas. Até qualquer esbarrão por aí. Ah, e mais uma coisa: VIVA O HOJE!

4 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

6-fotografas-viajantes-para-seguir-no-instagram

Vai ter Girl Power no dia mundial da fotografia sim! Neste post, irei citar alguns perfis incríveis de fotógrafas viajantes para seguir no Instagram. Além de deixar a timeline um tanto mais bonita, ainda é uma ótima inspiração pra quem curte fotografar pelo mundo afora. 

Apesar de seguirem um mesmo estilo de fotografia, cada uma possui um olhar fotográfico diferente e consegue compor um feed lindo de deixar qualquer um com inveja. Sem dúvidas, merecessem muita atenção. Lembrando que para segui-las, basta clicar em seus respectivos usernames. Saca só!

@sarahpour

6-fotografas-viajantes-para-seguir-no-instagram

@alliemtaylor

6-fotografas-viajantes-para-seguir-no-instagram

@goldiehawn_

6-fotografas-viajantes-para-seguir-no-instagram

@missholldoll

6-fotografas-viajantes-para-seguir-no-instagram

@christianannschaffer

6-fotografas-viajantes-para-seguir-no-instagram

@elisabethontheroad

6-fotografas-viajantes-para-seguir-no-instagram

Hoje, 19 de agosto, é considerado o dia mundial da fotografia. Parabéns a todos os fotógrafos e amantes da fotografia desse mundão! Caso alguém conheça alguma outra fotógrafa incrível que segue essa mesma vibe, não esqueçe de deixar um comentário aqui em baixo. Comenta também qual foi a sua favorita e se gostaria de ver mais posts como esse por aqui. Até mais!

0 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

seja-um-agricultor-do-amor

Tem dias que a única coisa que a gente quer é sumir, ir para um lugar onde não possamos contatar uma pessoa se quer. Mas há dias que o sol passa pela janela e avisa que é hora de espalhar amor por aí. Hora de espalhar abraços em forma de sorrisos. Hora de espalhar beijos em forma de olhares. Que dia maravilhoso esse.

Sempre nos foi dito que se você planta o bem, você colhe o bem, mas cadê os agricultores do amor? Lembra quando seu professor preferido lhe ensinou a plantar um feijãozinho no algodão? Era preciso um copo, um algodão, um grão de feijão e mais alguns componentes. Uma plantação de amor necessita de apenas dois, um ser para dar e outra para receber. E se for você o receptor, se dê o trabalho de no mínimo ser grato. 

Existe a plantação de arroz, a plantação de milho, a plantação de frutas e existe a plantação do amor. A plantação do amor não tem limites, a plantação do amor é de uma diversidade incrível. Cultive paz, solidariedade, gentileza e todas as outras formas de se levar sentimentos bons pelo mundo. Pense no amor como na natureza, atos, mesmo que pequenos, são super impactantes. Opte por impactar de forma positiva na vida das pessoas.

Quando não existir mais espaços para plantar amor, é sinal de que você já colheu toda a gratidão que existe no mundo. Se não for seu caso, continue no trabalho, que uma hora o destino vai se encarregar de retribuir tudo isso. Acredite, agricultor.

Ps: O amor é, sem dúvidas, um dos maiores sentimentos que as pessoas podem sentir. Mas apesar de tão forte, com pequenos atos é possível demonstrá-lo. Plante-o!

11 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

motivos-para-amar-stranger-things-a-nova-serie-queridinha-da-netflix

Talvez você já tenha ouvido falar da tão comentada e recém lançada série da Netflix, a “Stranger Things”. A série saiu no último dia 15 e desde então ganhou o público de uma forma incrível, passando “Game Of Thrones” e chegando no topo das séries mais populares em algumas plataformas, como por exemplo o IMDb, o maior banco de dados de séries e filmes da internet.

Antes de tudo, dá uma olhada na sinopse e num dos trailers da série:

“Ambientada em Montauk, Long Island, conta a história de um garoto que desaparece misteriosamente. Enquanto a polícia, a família e os amigos procuram respostas, eles acabam mergulhando em um extraordinário mistério, envolvendo um experimento secreto do governo, forças sobrenaturais e uma garotinha muito, muito estranha.” 

A série faz jus ao sucesso que anda fazendo, mas se ainda não se convenceu de assistir, saca só alguns motivos que podem te fazer amar “Stranger Things”.

1. As diversas sensações

Muitos ainda não deram chance à série por acharem que se trata de uma história de terror por causa do próprio nome, mas estão enganados. A série proporciona diversas sensações e sentimentos ao longo dos episódios: um pouco de medo, suspense, curiosidade e até risadas. Mas não se preocupe, não é uma série de terror, apesar de estar conquistando fãs que curtem esse estilo.

2. As incríveis atuações

Por favor, muitas palmas para os atores dessa série. Dos pequenos até os mais velhos, todos os personagens são muito bem representados. O destaque fica para a personagem “Onze”, interpretada pela jovem Millie Bobby Brown, que vem ganhando o público com seu carisma em suas redes sociais.

3. A trilha sonora com clássicos dos anos 80

Bem difícil encontrar alguém que nunca tenha ouvido pelo menos uma das músicas tocadas na série, ainda mais quando se trata da clássica “Should I Stay or Should I Go”. Mas se for o seu caso, vale a pena conhecê-las, músicas das boas. Aproveitando o assunto, liberei aqui uma playlist só de brasileiríssimas para ouvir e se apaixonar e você pode acessá-la clicando aqui.

4. Dá pra assistir tudo em um único dia!

Talvez nem seja um motivo para amar “Stranger Things”, mas é válido citar para aqueles que, assim como eu, são SUPER ansiosos. A primeira temporada da série tem apenas 8 episódios com menos de 1 hora de duração cada um e você vai se envolver de uma forma tão intensa que quando ver já acabou. #VemSegundaTemporada

5. As referências ao mundo Geek e aos anos 80

Vai ter RPG sim e se reclamar vai ter mais RPG! São muitas as referências aos jogos de RPG e outros desse mesmo meio. Mas quem não se identifica, pode ficar tranquilo, pois as cenas não são nenhum pouco cansativas, pelo contrário. E voltando aos anos 80, fãs de E.T, Poltergeist, Os Goonies, Enigma de outro mundo e Conta Comigo poderão amar ainda mais essa série.

Poderia passar horas citando mil outros motivos para te fazer correr e assistir a essa série maravilhosa, mas vou resumir tudo em duas palavras: simplesmente assista. Caso já tenha assistido, conta aqui nos comentários o que achou e o que mais podemos dizer para aqueles que ainda não viram.

2 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

playlist-brasileirissima-para-ouvir-e-se-apaixonar

Às vezes, idolatramos tanto as músicas de fora, que esquecemos da existência de músicas boas aqui no nosso Brasilzão. Essa playlist reúne músicas de grandes artistas, vivos e falecidos, que contribuíram um tanto com a música brasileira. Lembrando que nem todas as músicas citadas são de autoria da pessoa/banda que canta, então, um super obrigado também á vocês, compositores.

Um aviso: seus ouvidos vão gozar de amor. Solta o play!

1. Vagalumes Cegos – Cícero

2. Sol da Manhã – Supercombo

3. Na Sua Estante – Pitty

4. Dia Especial – Tiago Iorc

5. Linda Rosa – Maria Gadú

6. Oração – A banda mais linda da cidade

7. Zero – Liniker

8. Pra Você Dar o Nome – 5 a Seco

9. Só Sei Dançar Com Você – Tulipa Ruiz

10. A Noite – Tiê

11. Malandragem – Cássia Eller

12. Blues da Piedade – Cazuza

13. Macaé – Clarice Falcão

14. Ainda Há Tempo – Criolo

15. Tempo Perdido – Legião Urbana

É claro que existem mil outras canções de outros mil artistas incríveis brasileiros que não foram citadas aqui, até porque não caberia tanto amor num único post. Esse trabalho deixo com vocês, deixem aqui nos comentários músicas brasileiríssimas para ouvir e se apaixonar. Até mais! <3

2 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

series-que-fogem-dos-padroes-da-sociedade

Poderia ser um post sobre quaisquer outras séries, mas num mundo onde a sociedade tenta impor formas de viver, de agir ou pensar, é importante que tenhamos consciência de que não precisamos estar num “padrão”, não precisamos nos encaixar num grupo para que gostem de nós, não precisamos perder alguns quilinhos para sermos considerados mais “bonitos”, apenas precisamos ser quem somos ou quem quisermos ser. 

Muitas séries estabelecem padrões de beleza até mesmo para os atores que nelas atuam. Essas citadas abaixo, sem dúvidas, vieram para quebrar tabus e mostrar que a sociedade e as séries não se resumem só nas coisas consideradas “tradicionais”, “normais” ou dentro de qualquer padrão.

Pega a pipoca e se joga!

1. Orange Is The New Black

Algumas das próprias personagens da série já disseram em uma entrevista que estão cansadas de papéis coadjuvantes, secundários e que não são incluídas em produções como histórias de super-heróis, apenas por serem mulheres e latinas. Orange Is The New Black mostra uma diversidade de pessoas que não precisam estar em um molde de Hollywood. A série estadunidense de comédia dramática é baseada num livro, onde a autora conta sua experiência na prisão e garanto que a história é bastante interessante e a série é daquelas que te pega de jeito, vicia na hora! Corre pro Netflix que a quarta temporada saiu esses dias!

2. Grace and Frankie

Grace e Frankie estão devidamente casadas, até que seus maridos assumem que estão apaixonados um pelo outro e mais: planejam até casar! Depois do choque, percebem que talvez tenham que tomar conta uma da outra. Convenhamos, uma história nada clichê e um tanto quanto interessante que merece ser vista e compartilhada.

3. Jessica Jones

Diferente da maioria das produções da Marvel, Jessica Jones conta a história da personagem que leva o nome da série e que sim, é uma super-heroína. Totalmente empoderada e dona de si, Jessica mostra que essa de que o sexo feminino é o “sexo frágil” não existe. A história gira em torno da vida de Jessica, em que ela tenta levar uma rotina de investigadora, após sua curta vida de super-heroína ter acabado de forma trágica, mas o passado irá persegui-la e você precisa conferir isso! Mais uma pra listinha de favoritas para assistir no Netflix.

4. Please Like Me

Please Like Me narra a história de Josh e aborda assuntos como a homossexualidade, a depressão e a aceitação de uma forma que irá te surpreender. Com muito amor e boas risadas, a série tem uma ótima trilha sonora e além do mais, é uma série australiana, nunca tinha visto uma série australiana e pelo visto, elas merecem mais reconhecimento aqui no Brasil.

5. Glee

Glee é uma série para lá de famosa e que você, com certeza, já ouviu falar alguma vez na sua vida. Entre a paixão pela música, o drama e até o humor, a série mostra a vivência dos personagens, suas crises, escolhas e dificuldades em se relacionar. Além de tudo isso, Glee mostra que tudo que é considerado “diferente” e geralmente discriminado possa ser de alguma forma aceito e acolhido como parte do grupo, o coral principal da série, por exemplo, é composto por pessoas que a maioria do colégio considera como um fracasso e que na verdade, a realidade é bem diferente. Seus ouvidos vão amar se você disser que irá assistir essa série.

Compartilha o post cazamigas e deixa um comentário aqui embaixo contando se já assistiu alguma das séries citadas ou outras que poderiam estar aqui neste post. Até mais! (:

4 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!

7-perguntas-que-todos-deveriam-fazer-a-si-mesmo

Parar para refletir sobre as nossas vidas é um tanto quanto importante. Muitas vezes, esquecemos de nos perguntar coisas tão simples, que faz, sim, falta na hora de reavaliar alguns pontos e botar as coisas no lugar. São perguntas bem curtinhas, mas que vão te botar pra pensar. Aliás, é bom pensarmos bastante antes de tomarmos quaisquer decisões.

 

1. Eu teria um relacionamento sério comigo mesmo?

Mas e então, você teria um relacionamento sério consigo se fosse outra pessoa? Pois, se a resposta for não, é bom parar pra analisar o que você acha que incomodaria o seu parceiro ou sua parceira, talvez seja preciso repensar algumas coisinhas, não acha? Não que você precise agradar a todos, nem muito menos mudar por alguém, mas se é algo que nem você aceitaria em si mesmo se fosse outra pessoa, é algo que deve ser SIM pensado.

2. Sou feliz no meu trabalho?

A infelicidade no trabalho é uma das coisas que mais se vê por aí e essa é, sem dúvidas, uma pergunta muito importante para se fazer. Claro que, de vez em quando, temos que abrir mão de algumas coisas e topar outras pra chegar em um objetivo. Mas você realmente faz o que gosta, é feliz fazendo o que faz ou, simplesmente, faz para chegar em algum objetivo que vá lhe trazer felicidade? 

Quando fazemos o que gostamos, o significado da palavra “trabalho” deixa de existir, é algo que iremos ter o prazer de fazer e acredite, quando fazemos com amor, as recompensas surgem naturalmente.

3. O que espero do meu futuro?

Mesmo que vivamos numa completa caixinha de surpresas, é sempre bom nos questionarmos sobre nosso futuro, aliás, se trata da nossa vida, só que daqui há algum tempo. Como você se imagina daqui há alguns anos? Quais seus objetivos e metas? Como você espera estar, aonde, como, com quem?

4. O que me faz feliz?

Se a resposta for “muitas coisas”, o primeiro passo já foi dado. O segundo deve ser tentar aumentar a frequência com que essas “coisas” ocorrem, pois se te faz feliz, é bom que faça sempre, né?

5. Tenho sido uma pessoa boa?

Ser uma boa pessoa é saber lidar em sociedade e no mínimo respeitar. NO MÍNIMO. Respeitar as opiniões alheias é fundamental e que, infelizmente, faz falta em alguns seres humanos. 

Uma das maiores realizações que podemos ter é a de ver alguém sendo grato a nós por algo que tenhamos feito de bom. É muito bom fazer o bem. Além de você ajudar algo ou outra pessoa, você acaba ajudando a si mesmo. São atos recíprocos e que deveriam ser costumeiros. Façam mais o bem.

6. Esse problema de hoje vai ter qual importância daqui há um tempo?

De tempos em tempos, alguns probleminhas vão surgindo em nossas vidas, mas o quão importante ele é para que nos preocupemos tanto? Às vezes, o problema precisa de uma importância maior, mas sempre estamos tentando problematizar e piorar algo que talvez nem faça tanta diferença no futuro. 

7. O que eu faria se te tivesse apenas 1 ano de vida restante?

Pergunta difícil, né? Mas o ponto dessa pergunta é: não deixe para fazer amanhã o que você poderia fazer hoje. Já dizia Pitty: “Não deixe nada pra semana que vem, porque semana que vem pode nem chegar”. Temos que viver o HOJE. Fazer tudo o que pudermos e tivermos vontade com máxima intensidade. Isso é viver, isso é ser feliz.

Como se sente ao se perguntar isso tudo? Conta aqui nos comentários!

 

0 comentários

Não tantas primaveras, mas muitas histórias. Carioca, futuro estudante de cinema, youtuber, fotógrafo nas horas vagas, escritor em outras, e pai de um bulldog francês, o Frederico. Apaixonado por compartilhar sentimentos em forma de imagens e de adquirir conhecimento sobre outros mundos. Se você se identifica, garanto que vai gostar de me acompanhar nas minhas redes sociais, te vejo lá!