Artigos do autor

the-sims-4-imagem-divulgacao111Hoje vamos falar de um jogo conhecido pelo mundo todo, que acabou de completar quinze aninhos, é mais completo para computadores, porém existe versões para consoles e celulares. O jogo é de simulação de vida, vendeu 50 milhões de copias (Mario Party 8 vendeu 8) e adquiriu milhares de fãs e haters. The Sims teve sua versão mais recente lançada em setembro do ano passado.

Nessa última versão levantou algumas polêmicas, pois diferente de TS3 o mundo não é aberto, também existe telas de carregamento para mudar de vizinhança e os gráficos são mais cartoonizados lembrando de The Sims 2.

the-sims-4-create-a-sim-biquini

Em questão de novidades que me surpreendeu, foi o CAS (Creat A Sim) completamente diferente das outras versões, agora você pode modelar seu sim. Seus personagens são afetados por emoções. Multitarefa é a minha ferramenta preferida, onde os sims fazem duas tarefas ao mesmo tempo (usar a privada e jogar no celular por exemplo, quem nunca? kkk) e lógico, não poderia ficar sem falar da galeria, ótima para compartilhar suas criações ou ate mesmo baixar conteúdo de outras pessoas.

Até a data de hoje foram lançado uma DLC (Retiro ao Ar Livre), uma Expansão (Ao Trabalho) e um pacote de objetos (Festa Luxuosa), essa ultima é fresquinha. Na expansão ao trabalho você controla seu sim fazendo atividades diárias e diferente a cada promoção, lembrando que você só pode controlar as 4 novas carreiras da expansão.

the-sims-4-expansao-ao-trabalho-pacote
Eu gostei bastante dos novos objetos e principalmente das novas interações, medir gostosura, ficar doente ou descobrir o sexo do bebê na carreira médica, já na carreira cientifica você pode conspirar sobre alienígenas, clonar seu sim e até mesmo criar um portal para o planeta Sixam. Além da nova vizinhança Magnolia Promenade. Ainda estou esperando loucamente uma expansão parecida com a Caindo na Noite do The Sims 3, era a minha preferida de todas, adorava dançar em cima da mesa e ser uma celebridade 5 estrelas. HAHAHAHA

maxresdefault

The Sims é um jogo que não existe um objetivo declarado, (estilo mate o chefe fulano) por conta disso ao longo do tempo fãs criaram vários mini games, como o Desafio dos 100 bebês, basta criar um sim e ter 100 filhos, parece fácil né? Mas não é, até você tentar.

Acredito que o mais conhecido entre eles é o Desafio do Legado, você cria um novo jogo com um único sim, ele deve ser o fundador e jovem adulto. O objetivo é começar na pobreza extrema e seguir até a décima geração sem cheats (famoso motherlode $$$) ou hacks, se você ficou interessado existem vários tutoriais, também disponível em vídeos. É meu modo preferido de jogar, fica muito mais interessante e da um grau de dificuldade legal, desde que você não faça a carreira de pintor, que te deixa rico em uma única geração.

Curiosidade: Simlish é uma mistura de ucraniano com filipino. Vários cantores famosos já gravaram musicas na língua dos sims, como a Katy Perry. Recentemente outros artistas também gravaram para a nova expansão. Veja aqui.

The Sims 4 é pago e você pode comprar a versão digital na Origin ou a versão física em livrarias.

Quem também é fã de TS? E qual sua edição/expansão preferida? Me conta aqui em baixo nos comentários. <3

5 comentários

Olá! Novata na área. Lorraine, muito prazer! Sou a nova colunista e estarei conversando sobre jogos com vocês, para começar vou falar sobre um que marcou minha adolescência e possui um espaço muito especial no meu coração.

diablo_3_fan_wallpaper_2012_by_spankycz-d4zl6tb


Acho que foi em 1998 quando vi aquela maravilha na estante no meio de uma banca de revistas, senti que tinha que levá-lo para casa e foi assim que Diablo entrou na minha vida (NAO SOU SATANISTA EIN GENTE? HAHA).


O jogo se passa em Tristam, um pequeno vilarejo atormentado por Diablo, o Senhor do Terror, logo no início da aventura você já encontra uma sala lotada com corpos mutilados e o Açougueiro dentro, ali foi a primeira vez que meu coração parou por um segundo, esse deve ter sido o segundo susto da minha "infância-cibernética", o primeiro foi no joguinho do SkiFree, quando o Yeti aparece para te comer, só quem jogou isso sabe como é horrível.

FINAL


Quatro anos depois o jogo ganha seu sucessor, diferente do primeiro, Diablo II, vem com um background muito mais trabalhado que seu antecessor. Explorando a famosa temática de "Anjos contra Demônios", foi nele onde ocorreu a introdução de alguns personagens emblemáticos da série, como Mephisto e Baal, irmãos do Diablo e também o inconfundível Tyrael, o Arcanjo da Justiça. Mesmo com investimento massivo na história do jogo, a jogabilidade não ficou de lado, graças à uma battle.net mais estruturada, Diablo II pode ser criado, focando em um cenário PvE (Jogador contra Ambiente, em tradução literal) multiplayer que foi enorme, gastei muitas horas da minha vida, não me arrependo de nenhum único segundo. As classes possuíam várias habilidades de efeito em grupo que até tinham algum tipo de sinergia entre elas, isso tudo para melhorar ainda mais sua experiência online, onde foi o foco principal do jogo, tanto é que mesmo após 10 anos do lançamento ainda foram distribuídos pacotes de atualizações.

diablo-iii-07-700x393

Depois de muitas notas questionáveis graças a Diablo II, em 2008 o sonho se tornou realidade, Diablo III foi anunciado, mas só depois de intermináveis 4 anos que o jogo finalmente é lançando, dando um fim a espera de 12 anos. Logo de inicio houve um grande impacto com os fãs das versões anteriores, o jogo teve seu lado RPG afetado com a incorporação do elemento hack and slash, gerando grandes discussões sobre a fidelidade da franquia, eu particularmente não me importei com a mudança, amor não pode ser explicado. No dia do lançamento, já estava preparada, deixei tudo arrumado para poder passar minhas próximas horas sentada na frente do computador jogando Diablo III, até que vem o maldito Error 37 (erro de servidor lotado) estragar os planos de muita gente, que ódio.

xbox_360_diablo_iii_03

Na minha opinião o jogo veio perfeito, história linda, jogabilidade maravilhosa, animações no ponto e até a dublagem, coisa que deu o que falar. O jogo atualmente consiste em 6 classes e com dois modos de jogo, o modo história onde você conhece um pouco mais do mundo de Diablo, e o modo aventura que foi feito exclusivamente para uma progressão mais rápida na questão de itens. Já gastei por volta de 854 horas jogando, atualmente jogo de Monja, e prefiro o modo Hardcore (se você morrer perde seu personagem e itens com ele) dá um pouco de tensão extra, que é gostoso.

Bem, eu poderia passar horas e horas aqui falando como Diablo é fantástico ou tudo que já passei no jogo e minhas noites mal dormidas, mas prefiro não estragar parte da surpresa, caso algum de vocês resolvam jogar. Então se você gosta um pouco de Action RPG e quer dar uma surra em demônios, D3 é a melhor escolha.

O jogo é pago, mas existe uma versão teste que da para jogar até o nível 13. E se você chegou até aqui, parabéns! E espero que tenha gostado.

Quem aí é gamer? Gosta de conversar sobre jogos? 😛 Deixem seus comentários!

ps. Vale assistir o vídeo abaixo hahaha

5 comentários