Artigos do autor

Olá, meninas! Banheiro Masculino de volta e, dessa vez, fizemos o ENORME sacrifício de escrever sobre calcinhas. Foi um trauma muito grande falar desse assunto que a gente detesta. Eu escolhi 7 aspectos que reúnem tudo que uma calcinha pode ser. Espero não ter esquecido nenhum, rs.
Hoje temos uma novidade! Gente nova no Banheiro! Daniel é o novo contratado, já vestiu a camisa e chegou participando. Leiam essa pequena Bio que ele mandou: Daniel Santana é santista, empresário e tem 31 anos. Apaixonado por tecnologia, inovação e esportes radicais. Tem senso de humor afiado e sonha um dia em ser mestre cervejeiro ou crítico gastronômico.
O rapaz é coisa fina! Ele está no Twitter em @santanadaniel. Dêem as boas-vindas ao brother!

O que a gente pensa sobre cada tipo de calcinha?

Básica: Olha, eu poderia começar falando que calcinhas são legais no chão, mas é meio clichê e elas até que são legais de algum jeito quando as meninas estão vestidas. As básicas, por exemplo, são bem legais quando a menina também tá vestindo uma camisa grande sua e com essa calcinnha por baixo. É um charme e elas mal sabem disso. (dica)
Bege: É feia, sei lá. Não tem como explicar direito porque elas não remetem a quase nada. Acho até que as meninas tão parando de usar desse tipo.
Divertidas: hahahhaa Como fã de coisas geeks e nerds, não sei que reação eu teria se uma menina aparecesse com uma dessa. Nunca presenciei, mas não seria nada que eu não gostaria. Seria diferente.
Fio-dental: O mito! Sem dúvida a preferência masculina. Mas não é qualquer menina que fica legal nela. Tem que ter um corpo e principalmente uma bunda legal.
Renda: As mais charmosas e sexys, sem mais! É sempre muito bom ver umas desse tipo. São minhas preferidas.
Grande: São tipo cueca box. Liberdade! Elas também são bem legais de se ver, não são sexys mas remetem a mesma situação que falei das básicas. Com uma camisa sua grande por cima e tal. Ficam charmosas.
Tanga: São do mesmo tipo das “fio-dental”. Extremamente sensuais, aguçam alguns sentidos e tal. Mas também depende da menina que tá usando. Depois das de renda, são as que mais gosto.

Básica: Gosto demais! Acho lindas essas calcinhas brancas de algodão. Naquela medida que revela um pouco do corpo, sem mostrar demais, sem esconder demais. Fica bem em qualquer tipo de corpo.
Bege: Não vejo esse tabu todo. É claro que não é a cor mais instigante de todas, mas atualmente até as calcinhas bege tem um formato mais sexy, menos “vovó”. Não é lindo, mas tá longe de ser essa coisa “espanta homem” que algumas pessoas falam. É só uma calcinha.
Divertidas: Acho legal em determinados momentos. Um relacionamento íntimo (não apenas o sexual) tem momentos distintos com climas distintos e às vezes um desenho engraçado, uma frase contextualizada faz rolar uma brincadeira legal. Não foram feitas pra serem sensuais, mas quem foi que disse que só a sensualidade é que dá tesão?
Fio dental: Como não gostar? Fio dental é lindo… mostra tudo o que a gente quer ver. O homem presta muita atenção na atitude da mulher durante um beijo, um amasso ou o sexo (às vezes dá mais atenção a isso do que ao tamanho dos seios ou das coxas, por exemplo). E esse tipo de calcinha nos faz acreditar que aquela mulher sabe o que quer fazer, tem personalidade. Não gosto daqueles fio dental muuuuito pequenos. Tem que ser o suficiente pra fazer aquele “V” atrás.
Renda: Não é minha favorita, mas acho bonito. Combinada com uma cinta-liga e espartilho fica um negócio espetacular. Mas sendo só a calcinha mesmo, apesar de curtir renda, não é a coisa que mais me atrai.
Grande: Shooow! Eu gosto! Assim como a calcinha básica, passa uma sensação de que não era pra eu te ver de calcinha. E isso dá um negócio dentro da gente que é difícil de segurar! Usem mais calcinhas grandes, especialmente aquelas que tem uns detalhes vintage. Gosto muito, aprovo e dou de presente pra namorada.
Tanga: A melhor de todas. É a calcinha que mais valoriza as curvas do corpo da mulher, tem aquela fitinha do lado que faz toda a diferença. Normalmente a tanga é um pouco menor que a básica, mas um pouco maior que a fio dental. E essa é a medida exata! Mulheres de tanga ficam lindas demais. Usem e abusem.

Básica: É aquela que serve pra tudo e não deixa de ficar bom. Nem tão grande, nem tão pequena.
Bege: Brochante. Esse “grandma style” não me agrada em nada, parece mais uma cueca boxer masculina. Uma sugestão é guardar pra quando chegar aos quarenta.
Divertidas: Não tenho nada contra, aliás é bem daora, só acho que são poucas meninas que tem personalidade para usar essas calcinhas.
Fio-dental: Sinceramente, depende muito da menina que usa. Se não cair bem, não é uma boa ideia sair em público, porque caso apareça, pode ficar feio.
Renda: Essa é uma das melhores. Calcinha de renda, com ou sem cinta-liga, é um fetiche de todo homem que joga em um time só.
Grande: Parece mais um maiô do que uma calcinha. Não é que fique sempre feio, é bem estilosa, mas existem melhores opções.
Tanga: Outra das melhores, lembra muito biquíni, mas é a mesma história do fio-dental: não é porque você pode comprar que você pode usar.

Básica: Meio sem sal, né?! Pro dia-a-dia é tranquilo, se ela se sentir confortável, tá valendo! Mas acho feio se a calcinha deixar uma marca muito grande no bumbum. Tem mulher que gosta de ser sempre sexy e considero isso um diferencial.
Bege: Se não for bem pequena, acho sem graça e brega.
Divertidas: Não são as minhas preferidas, a não ser que o estilo da mulher seja bem diferente mesmo, aí pode até ser que fique sexy!
Fio-dental: Meu estilo preferido por razões óbvias. Só de saber que a mulher tá usando já me deixa feliz, haha. Não precisa ser sempre aquela mais socada do mundo (que nem dá pra ver a calcinha direito, estilo atriz pornô). Mas mulher de fio dental é uma loucura!
Renda: Só tenho uma coisa a dizer pra essas calcinhas de renda estilo shortinho, transparente e pequena: Huuuummmmmmmm!!!
Grande: Essas estão proibidas! Calcinha grande só está liberado para as nossas vovós, ok meninas?! Se for dessas grudadinhas estilo shortinho pra usar em casa, beleza..
Tanga: Eu sou louco em calcinha de mulher! Ou seja, é difícil eu não gostar de alguma. Essa é charmosa, feminina. Aprovada!

Básica: Acredito que seja bem confortável para o dia a dia. Se tiver atitude e estilo, dá para andar em casa à vontade com a camisa do namorado, fazendo o estilo largada-sexy.
Bege: As duas únicas exceções para este estilo são: 1) Não marcar no vestido; 2) Gestante. Se não for uma destas duas situações, pode esquecer. Modelo mais broxante que existe. Se a noite terminar bem, dê um jeito de tirar o mais rápido possível.
Divertidas: Não curto nem um pouco. São os modelos muito sem graça. Parece que a mulher está usando a cueca do filho de cinco anos e a única intenção é tirar o foco do seu próprio corpo, pois ele não é do jeito que ela gostaria. Alguns geeks podem gostar.
Fio-dental: Depende muito da ocasião. Pode ficar linda se o tamanho for adequado ao corpo, mas vulgar se a roupa for transparente ou se a calcinha aparece quando a mulher senta/se abaixa e a peça íntima sobe até a altura das costelas.
Renda: Modelo que mais gosto, bem feminino, dá para usar com uma grande variedade de cores e tamanhos, desde o modelo string até o caleçon.
Grande: Não gosto. Talvez apenas para praticar esportes ou malhar. Uma calcinha grande, que cobre a maior parte da bunda e marca visivelmente uma calça social apertada, por exemplo, é quase uma ofensa.
Tanga: Acho que é um modelo delicado e bonito. Dá para variar com muitas cores, estampas e motivos. Não é tão pequena que seja desconfortável, nem tão grande que oculte a beleza do corpo feminino.

Então, meninas, é isso… espero que tenham curtido. Sempre pensem bem antes de deixar um cara saber qual calcinha você está usando. Mas, se for acontecer, espero que agora saibam melhor como escolher. Um beijo, até logo ;D
– Igor Coelho

22 comentários

Olá, meninas! O Banheiro Masculino reapareceu e agora é com força total. Porque a gente não vai deixar a mulherada do Banheiro Feminino tomar conta assim tão fácil, hehe. Esse é segundo Banheiro organizado por mim – Igor Coelho – e o primeiro sem a introdução fofinha da Isabela. O tema veio de uma sugestão de vocês: mulheres que fumam. O que os homens pensam sobre isso? O quanto influencia na imagem que fazemos de vocês?

Aproveito para indicar a leitura de um texto de Mário Prata, “A Mulher que Fuma”. Na minha opinião é perfeito. Depois vejam só o que eu e os brothers aí respondemos… beijos e boa leitura!

O que você pensa de uma mulher que fuma?

Olha, se tem uma coisa que me faz desistir de uma mulher é ela fumar. Você tá lá na balada, vê aquela menina toda charmosa, que te chama atenção, bonita e tudo mais, dai ela vai e pega um cigarro pra fumar? Brocha total né? ;\ Não dá, de verdade. Você pode até pensar “ah, mas é so um cigarro. Dá um halls pra ela que tá tudo certo”. Mas não é bem assim. Quem dera fosse, inclusive. As vezes eu até acho charmoso e sexy o jeito que as mulheres fumam (depende da mulher), mas o gosto do beijo que fica, não é muito legal. Talvez até exista uma exceção, de você ficar com uma menina que fuma uma vez perdida numa balada, mas não pra se relacionar. Pelo menos não pra mim.

Não garanto que não namoraria, mas as chances são praticamente nulas. Eu não conseguiria conviver com a rotina de ter que sair pra fora de balada, restaurante, etc, quase toda hora pra ela fumar, fora o cheiro forte que já fica depois de um só cigarrinho. Além do cheiro, dizem que beijar uma menina com gosto de cigarro na boca é como lamber um cinzeiro haha claro que é um exagero, mas eu não curto, acho bem desagradável.

Olha… não ligo muito. É claro que se a pessoa for altamente viciada eu vou me incomodar (isso vale pra qualquer vício). Mas é raro eu criar problema com esse tipo de hábito. Eu já fiquei com meninas fumantes e não achei esse horror todo que comentam do beijo. Não é nada que uma Halls de morango não resolva. Até namoraria uma fumante. Se ela tiver qualidades que eu valorizo e admiro eu vou deixar de namorar com a pessoa por causa de um “defeito”? Claro que não. Apenas, por favor, que não fume igual a um homem. Gosto de mulheres mais delicadas e femininas, mesmo que seja pra fumar.

Eu sou muito preocupado com os quesitos saúde e bem estar. E, por isso, admiro as pessoas que se importam também. Não vou ser hipócrita em dizer que só faço coisas saudáveis, claro que não. Mas a mulher que fuma não pode ser aquela toda largada. Tem mulher que fuma e se cuida bastante: contraditório, porém, melhor do que se perder e abusar. Se for pra escolher, prefiro uma mulher que não fume. Mas, se eu estiver apaixonado, isso não impedirá que eu me envolva e namore uma fumante. O beijo em uma mulher que fuma bem moderadamente pode ser normal. O problema está no exagero e nas horas impróprias. Enfim, não cruxifico uma mulher fumante, pois acho que existem defeitos muito mais insuportáveis, mas não gosto de nenhum defeito excessivo.

Eu não gosto de fumantes, em geral, não pela pessoa e sim pelo hábito e pelo cheiro, que dirá o gosto! Acho que em uma geração que todo mundo preza saúde, em pleno século XXI a pessoa fumar é preguiça da vida mesmo, mas não estou aqui para julgar ninguém, só dar minha opinião. Fumar é bad seja você homem ou mulher, de verdade só você acha bom e no fim não é bom nem para você mesmo.

Se sua namorada pede que você deixe de fumar. Como você reage?

Oscar Filho

Primeiro que não existe a menor possibilidade de eu fumar. Então essa opção aí não condiz. Mas se fosse o caso, acho que teríamos que conversar. Ela me conheceu fumando, começou a namorar comigo fumando, porque só agora ela vai pedir pra eu parar? Não sei como seria a reação pois, como falei, não há nenhuma possibilidade desse caso ser comigo. Mas acredito que tem que conversar e ver a melhor opção pra tal. É bem complicado isso, porque alguém vai ter que se abster de alguma coisa pra que possam manter a relação.

Como eu não fumo, eu vou considerar a situação inversa. Se eu gostasse muito de uma menina que fuma, provavelmente em algum ponto do relacionamento eu acabaria pedindo que ela parasse, ou ao menos diminuísse, e a reação dela ou resolveria ou terminaria o namoro.

Reagiria tranquilamente. E tentaria largar o vício. Ainda acharia legal por notar a preocupação dela. Como eu não sou fumante, talvez esteja fantasiando um vício muito fácil de abandonar. Mas enfim… eu pressuponho que se estou namorando uma mulher é porque eu a amo ou, pelo menos, sinto algo muito próximo a isso. Sendo assim, porque não tentar abandonar um hábito que incomoda a moça? Se ela tivesse algum hábito que me incomodasse eu também tentaria conversar pra que ela parasse. É por isso que namorar é legal, né… a gente ajusta um detalhe aqui, outro ali, com diálogo e paciência, pra ser um casal feliz. Sem crise, gente. E vamos concordar: namorar é muito mais legal que cigarro.

Se ela estiver fazendo isso visando o meu bem, minha saúde, beleza! Tanto “parar de fumar” como qualquer outra coisa que ela pedisse de forma sincera, plausível e benéfica para o bem dos dois, eu me esforçaria, tendo em vista que isso me traria muitos benefícios. Em um namoro as duas pessoas precisam se ajudar a crescer e melhorar. Se um não faz do outro uma pessoa melhor, não é namoro. Mas, se por acaso ela pedir pra abandonar alguma coisa que eu não quero, eu ia querer o respeito dela, afinal, cada um toma as decisões da própria vida.

Minha namorada não me pediria isso porque eu não fumo. Mas se ela pedisse isso como forma de preocupação acho totalmente válido, afinal fumar detona a saúde e gera uma série de desconfortos que, na boa, ela teria até o direito de pedir e te ajudar nisso, como qualquer assunto a dois você tem que saber falar, propor e não impor. Tudo que é bem conversado em um relacionamento se resolve, então aplica isso para o cigarro e para outras coisas também.


Bom, meninas… imagino que muitas de vocês, se não fumam, tem uma amiga que fuma, ou uma amiga que tem um namorado fumante. Espero que tenham gostado do tema! Comentem bastante com a opinião de vocês e não deixem de sugerir temas!!! Todas as ideias são válidas para os próximos posts do Banheiro Masculino. Um beijo!

53 comentários

Ei  meninas, sentiram saudades do Banheiro Masculino? Eu também! Então, vamos às novidades. Esse ano vai ser bem complicado para mim; ter que lidar com faculdade, escrever meu livro e ainda por cima continuar atualizando o blog quase todos os dias… Imagina só! Pensando nisso, e pensando em uma das tags preferidas de vocês (o Banheiro Masculino) pedi que o Igor Coelho coordenasse essa tag para mim. Ele vai selecionar os temas, cobrar os meninos para mandarem os textos no dia combinado e tentar atualizar toda semana o BM. Que tal?

O tema desta semana é CARNAVAL. Relevem a ausência do Iago Annes e do Tiago Lima. Férias eles ficam soltinhos, soltinhos por aí.. RISOS! Vamos lá?

É difícil administrar um relacionamento no Carnaval?


Se o relacionamento é sólido mesmo, não é um Carnaval que vai abalar. Pra mim, não há discussão quanto a isso. Em algum momento o Carnaval foi se transformando numa festa de solteiros, mas não deveria ser. E não é. Não é necessária muita maturidade para passar um excelente Carnaval à dois. Basta um pouco de criatividade. Tem tanta festa legal acontecendo! O casal pode aproveitar para fazer um parzinho de fantasias (A Bela e a Fera, Superman e a Mulher Maravilha [Foge! Foge, Mulher Maravilha!]) e ir pra rua curtir juntos. Talvez alguma aposta… se teu namorado não gosta de Crepúsculo, aposta alguma coisa e, se perder, manda ele pra rua vestido de Edward! E além de tudo isso, é feriado! Se vocês não curtem a folia, sempre vai sobrar um tempo pra uma praia, pra viajar, programar um passeio diferente ou apenas uma tarde jogando conversa fora, assistindo um filme, comendo aquela sagrada pipoca.

É preciso empenho para administrar um relacionamento em qualquer época do ano, desejos e tentações aparecem durante o ano todo, e claro que no Carnaval não vai ser diferente, senão até maior. Fica mais difícil também ter que decidir se vão passar com amigos, onde vão passar, quais festas ir, o ciúmes e a apreensão com certeza aumentam, mas a confiança deve falar mais alto sempre. Não acho que seja pior, até porque se você realmente gosta da pessoa com quem está, curtir o Carnaval com essa pessoa será muito melhor.

Acho que não. Quando você tem um relacionamento, você tem que saber o que pode acontecer com ele. Ter confiança é essencial em qualquer tipo de relação e, claro, você não vai deixar seu companheiro(a) sair sozinho por aí no carnaval né? É um clima de festa, muita gente, pessoas alcoolizadas e etc. Mas se você concordou em passar um carnaval com seu namorado(a), você tem que saber levar as coisas como casal. Se divertir junto, beber junto, se respeitar e etc. Agora, se você é muito ciumenta(o), é melhor ir pra um lugar mais tranquilo, onde a muvuca é menor, menos pessoas vão estar em contato com seu namorado(a) e por aí vai. Mas se você consegue levar numa boa, é uma excelente oportunidade pra curtir uma festa divertida com seus amigos e seu amor.

Muitos casais decidem “dar um tempo” no relacionamento porque o Carnaval se aproxima. É uma boa saída?

Igor Coelho

Eu sou a favor da liberdade de decisão. Se o casal concordar nisso, que assim seja. Mas é preciso ser forte para as encarar as fotos no Facebook, as fofocas, o ciúme. Eu não concordaria. Não é o tipo de relacionamento que eu entraria. Não acho que seja uma boa saída porque isso revela um certo desejo por outras pessoas e, como consequência, fragilidade no que o casal sente um pelo outro. O Carnaval é uma época em que as pessoas – solteiras, eu espero – ficam mais liberais e mais pré-dispostas a ficar com outras. Mas se um namoro já não anda bem, não é por causa do Carnaval que ele vai acabar. Quando o cara já não está afim, quando ele olha pra namorada e, aos seus olhos, ela já não é mais tão linda quanto deveria, não é uma menina mais atirada no meio do bloco que vai provocar uma traição. Qualquer gatinha discreta dentro do shopping já vai chamar atenção dele.

Se o namoro valer a pena, você não vai sequer pensar em dar um tempo. Se você estiver pensando nisso, se achar que precisa de uma saída do seu relacionamento, dar uma escapulida, talvez você não goste realmente da pessoa com quem está e deveria repensar sobre o namoro, talvez até terminar de vez, principalmente até por respeito a quem você namora. Uma pessoa só sente necessidade de dar um tempo para pegar outros(as), quando não se sente mais satisfeito onde se encontra. Eu pelo menos não faria e não aceitaria uma atitude dessas.

Começo falando aquela frase clichê: “quem dá tempo é relógio!”. Sério, não existe isso. Carnaval é apenas um período do ano, uma festa, um momento. Você vai trocar tudo aquilo que já viveu com alguém por alguns dias de diversão? Não é sensato, nem um pouco. Se o seu namorado(a) te propõe isso, acredito que ele(a) não esteja nem aí pra você e tá com você apenas por conveniência. Pior ainda, se você se sujeita a isso, desculpe a palavra mas você é uma(a) idiota. Ou também tá nesse relacionamento só por estar, por status. Sejamos sensatos, essa é a palavra. Se você quer curtir o carnaval, tirar onda, pegar geral… Se é assim que você tá se sentindo, então acaba o namoro, deixa pra lá. Esse relacionamento não te faz bem. Se você não sente vontade de estar com o seu namorado(a), então é hora de rever os sentimentos e tudo que envolve essa palavrinha chamada relacionamento.

20 comentários

E aí, bonitas! Tudo bem? Preparei um post pra hoje que lista 10 características que todo homem procura em uma mulher, as 10 principais. E comentei na minha ordem de importância. Mas, é claro, a ordem não é o mais importante. Até porque, se você não “cumpre” alguma dessas características, não precisa se sentir mal. Nenhum cara normal está procurando uma mulher perfeita, mas sim a que reúna o maior número de características importantes para cada um. Sem mais enrolação, vamos à lista:

1. Rostinho bonito, bem cuidado
Tá bom, essa é meio óbvia, mas é impossível não citar. Queremos mulheres bonitas, ué. Algumas de vocês ficam lindas mesmo sem maquiagem. Se você faz parte desse grupo, show! Mesmo assim, usar maquiagem, cremes e afins, é um belo sinal de cuidado com a saúde e a estética da sua pele. Além do mais, vocês tem seus truques de cores, sombras, traços e sei lá mais o quê pra ficarem mais bonitas ainda. Eu e a maioria dos meus amigos preferimos garotas com rostos bonitos às que possuem corpos esculturais…

2. Gossstosa

… MAS se você conseguir unir seu rostinho bonito ao seu corpinho bonito, que beleza! Virou gossstosa, com vários s pra valorizar meu carioquês. Acredito que muitas de vocês não estejam satisfeitas com o próprio corpo, o que enquanto não virar uma obsessão é até bom, mas entendam que ser gostosa não significa coxas grossas, bunda grande, seios enormes, cintura fina, etc. Aliás, existem muitos (muitos!) caras que preferem as meninas “menores”, mas com tudo no lugar certinho. E outra coisa importante: vocês se preocupam muito mais com estrias e celulite do que nós. Na verdade, a maioria dos homens não sabe a diferença entre uma coisa e outra.

3. Charme, tem que ter
Charme, né… Charme é uma coisa maravilhosa. E isso já não é fácil de se encontrar. Uma menina charmosa é aquela que é delicada, feminina, mas sem ser fresca, cri-cri. É aquela menina que me chama atenção pelo jeito que se movimenta, pelo jeito que ri, pelas expressões que faz, pelo jeito que caminha. Eu costumo dizer que uma mulher charmosa é aquela que me chama atenção e eu nem sei dizer porque.

4. Bom-humor

Isso é uma coisa fundamental para a vida, né. Mas meninas bem humoradas especialmente são apaixonantes. Entre um beijo e outro, uma piada, uma zoação, um sorriso… Encarar a vida de forma divertida é bom em todos os momentos, mas vai fazer diferença naquele dia de briga. É bom pro casal voltar a um clima legal após um momento tenso.

5. Sem joguinhos, ok?
POR-FA-VÔ! Se você quer eu eu vá na sua casa, ME DIGA ISSO. Não finja que não quer, não faça doce. Não conte com um jogo de adivinhações porque a possibilidade de você se frustrar é grande. Permita que o rapaz te procure, que faça surpresas, etc. Mas se você quer alguma coisa, peça, fale o que quer.

6. Se vestir bem
Quero estar com uma mulher que saiba se vestir. E veja bem, isso não tem nada a ver com vestir roupas caras, ok? É saber o momento de ser social, o momento de usar uma roupa mais curta, mais casual, etc. Uma das coisas mais legais do mundo é perceber que a menina se produziu toda pra sair comigo. Invistam nisso porque serão notadas!

7. Ser tarada sexy

Em qualquer momento à dois, por mais que o homem goste de dominar, é importante pra gente perceber que você corresponde. E eu não estou falando só de sexo propriamente dito! Isso está, por exemplo, num amasso ou num beijo mais quente… Você não precisa demonstrar que pensa nisso o tempo inteiro, mas faça o cara perceber que você sente atração por ele.

8. Inteligência

A mulher inteligente se torna apaixonante porque faz qualquer conversa render mais. Sabe quando o papo encaixa? Então! Ela não é CDF, não é mestre em física nem decorou a tabela periódica, mas dá pitaco no Big Brother, tem opinião sobre o atual Presidente, sobre um carro que passa na rua, etc. Chamo aqui de inteligente a mulher que além de linda, além de boa amante, é a melhor companhia que o homem pode querer.

9. Segura esse ciúme aí, plz

Ciúme tem que existir. Faz parte da valorização que a mulher dá pro homem e vice-versa. Mas, é claro, quando está sob controle. E o problema, nesse caso, não é o ciúme em si e as brigas que ele cria. Mas a insegurança que ele transmite. Queremos ao nosso lado uma mulher que se sinta segura conosco. E que nos transmita segurança (estou falando de homens sérios). E outra coisa importante: sem ceninhas de ciúme em público. Se surgiu um problema, é o tipo de problema que TEM que ser resolvido à dois, com uma conversa sincera.

10. Jeito de falar

Sim. O jeito de falar. Mulher falando palavrão é feio. Assim, falar palavrão é normal. Mas em excesso é feio. E, desculpem se isso parece machista, mas pra mulher fica mais feio do que pra um homem. Não sou eu quem diz, é o mundo em que vivemos. E outra coisa: seja feminina no jeito de falar, goste das coisas de mulher, faça “owwwwnnnnnnnn” quando um cachorrinho bonitinho passar na sua frente. Mas não seja infantil. A diferença é bem grande.

Bonitas, espero que tenham curtido o post. Comentem, critiquem, sugiram e, principalmente, postem suas dúvidas! É pra isso que estamos aqui, hehe. Me encontrem aqui nos comentários ou em @igorcoelho. Beijos!

94 comentários

Já ouvi muitas histórias de relacionamentos que terminaram por causa da Internet. Ou, se não terminaram, brigas sérias aconteceram por causa daquela cutucada, daquela foto, daquele reply… Mas o que muita gente não repara é como a Internet pode ser uma aliada na hora de se aproximar da pessoa que você gosta. Então, se você pretende investir em alguém, mas ainda não sabe como começar, tenho algumas coisas pra te dizer.

Escrevi ouvindo: Bruno Mars – Count On Me.

Sempre que eu queria investir em alguma menina, eu dava uma passada nos perfis dela das redes sociais. Afinal de contas, eu queria ser legal com ela, causar uma boa impressão. E para isso, conhecer melhor o estilo da pessoa me ajudaria. Aí você vai dizer: “Caramba, Igor! Tática suja! Porque assim você estaria se passando por uma pessoa que você não é!”. Não é verdade. Continuo sendo eu, no mesmo estilo de se vestir, com o mesmo jeitão convencido e com as mesmas piadas ruins. O que vamos fazer é descobrir caminhos mais curtos para chamar atenção daquela pessoa. Daí pra frente, tudo depende de vocês se darem bem juntos pra coisa andar.

Então vamos à pratica: absorver coisas úteis do perfil do menino que você gosta. Digamos que você acessou o Facebook dele e viu que ele curtiu uma foto do Anderson Silva. Viu também que ele está jogando FIFA no videogame, que estudou em um colégio que fica perto da praia e curtiu a página do Big Bang Theory. No Twitter, ele deu RT numa mensagem Chorão. E escreveu uma sobre iPhone. No MSN você viu que ele está ouvindo Flo Rida. Aquela stalkeadinha saudável, né? Mas olha só, na hora de puxar assunto, QUANTA coisa você já pode falar! E todos a pessoa curte! Algum deles você terá o que falar. E se não tiver: você acha que o Anderson Silva é tão bom assim? X-Box ou PlayStation, quero comprar um! Qual é melhor? Tô pensando em comprar um iPhone!

Mas por favor, não vá escolher algum assunto que você não goste! Por exemplo: vale aquela implicada com o time dele, mas não se você não suporta futebol. Não finja gostar de alguma coisa. Homens gostam de mulheres espertas, que são antenadas ao mundo e não se limitam só a maquiagem, moda, Cauã Reymond e outros assuntos de mulheres. Isso te faz diferente da maioria, faz você chamar atenção. Claro, não é uma fórmula mágica, mas é uma oportunidade de se aproximar. E se fizer certinho o papo desenrola, vocês criam simpatia um pelo outro e mais assuntos surgem. Um dia vocês naturalmente vão se falar, numa boa, só que pessoalmente.

Esse foi meu segundo post no blog! Espero que tenham gostado! Comentem com suas opiniões, críticas, sugestões de temas e, é claro, dúvidas. No Twitter podem me encontrar em @igorcoelho. Beijos!

23 comentários

Ele ficou comigo ontem. Hoje nem ligou, nem uma mensagem, nem um tweet! Fiz algo errado?

Depende. As pessoas são diferentes entre si. Meninos mais carinhosos costumam ter um senso de proteção mais forte e vão dar um sinal de vida no dia seguinte, mesmo que tímido. Mas outros rapazes – legais também! – podem não fazer. Porque acham que isso é coisa de namorado, por timidez ou até, quem sabe, porque acham que isso pode pressionar você. Vale você esperar, fale com ele mais tarde ou no dia seguinte, faça uma brincadeira sobre passeio, diga que gostou. Com naturalidade vocês continuam se falando e marcam uma próxima vez.


Vou me fazer de difícil, aí vejo se ele está afim mesmo!

Cuidado! Você precisa se valorizar para receber valor. Mas não pode exagerar nisso. Mesmo que ele esteja completamente apaixonado, você não saberá por quanto tempo ele vai tentar te conquistar. Isso depende do quanto você alimenta o desejo dele, mas também de fatores externos. Outras meninas se aproximam, ele pode “se revoltar” e, principalmente, não vão faltar conselheiros reprovando seu comportamento. Valorize-se, seja difícil, mas não impossível. Um sim para aquele sorvete que ele ofereceu, um SMS de boa noite meio sem propósito ou aquele “só vim dizer oi” no MSN já mostram pro menino que você é acessível.

Me interesso por assuntos de meninos para chamar atenção dele.

Bacana! Boa tática. Você não precisa escalar o Guarany, campeão gaúcho de 1938, nem saber o nome de todas as manobras do skate, mas meninas de bom papo e que sabem diversificar assuntos chamam atenção. Isso não é saber somente das coisas dos homens, isso é estar ligada ao mundo em que vivemos.

Se usar roupas curtas, serei taxada de piriguete.

O conceito de piriguete está muito mais no comportamento do que nas suas roupas. Mas num início de relacionamento, sim, você será taxada. Quem não sabe como você é, te avalia pelo que você aparenta. É duro, mas a vida é dessas. E não custa nada evitar roupas que façam seu corpo chamar mais atenção do que você mesma. Acredite: ele vai notar sua beleza. Mesmo que você “esconda” seu corpinho. Homens gostam de meninas que se vestem bem. E “vestir bem” não está necessariamente ligado a vestir pouco.

Gosto dele, mas vou ficar na minha. Homens gostam de tomar a iniciativa.

Gostam sim. Mas você sabe se ele está afim de você? Entenda que “tomar a iniciativa” não é, necessariamente, convidar ele pra um cinema. Tomar a iniciativa é puxar conversa, elogiar aquela camisa nova, a capa do caderno dele, ou pedir opinião sobre qual tipo de sandália ele prefere. E se mesmo assim não funcionar, ele pode não estar afim. Ou você pode ter sido tão sutil que ele não percebeu. Aí, se você gosta mesmo do menino, é hora de tentar um “tratamento de choque”, hehe. Você não será mal julgada se chamar ele para conversar ou perguntar o estado civil do rapaz. Na verdade, a maioria de nós até gosta disso.


47 comentários