Artigos do autor

Certo dia, eu tive a ideia de abrir as configurações de pessoas bloqueadas do meu perfil do Facebook e Whats App. Tinha umas boas dezenas de bloqueados. Pessoas que eu não queria na minha timeline, nem que participassem da minha vida virtual (nem eu queria ver a deles). Pessoas que me magoaram e que já partiram. Todos lá, povoando um ambiente confiado do meu desprezo. Foi, então, que me perguntei, por que eu fiz isso? Por que bloquear? Se eu não gosto de uma padaria, eu, simplesmente, deixo de ir nela. Eu não coloco um X vermelho bem grande na porta da padaria ou um cartaz dizendo: EU, CAL CRISPIM, NÃO COMPRO MAIS PÃO AQUI! Por que com as pessoas colocamos este tal X? Por que não apenas deixar de visitar as padarias e as pessoas que não gostamos mais?

A ação de bloquear nos dias de hoje equivale, muitas vezes, a dizer: EU TE ODEIO! ME ESQUECE! #PQNÃOMORRE??? Isso tudo sem você precisar olhar na cara da pessoa. Você percebe que ao bloquear machucou alguém que no fundo merecia ser magoado (porque já fez pior contigo umas 100 vezes) e isso alimenta nossos egos infantis. A tal da “vingancinha” virtual! Confessemos: é gostoso e satisfatório bloquear alguém de vez em quando, mas significa muito mais do que se vingar e machucar. Significa que existe mágoa e, principalmente, rancor. A grande questão é: PRA QUÊ NUTRIR TAIS SENTIMENTOS?

Pensando nisso, comecei a DESBLOQUEAR as pessoas do meu Facebook e do Whats App. Pessoas que eu nem sabia mais o porquê de estarem lá, mas em algum momento foi odiado o suficiente para ir à minha penitenciaria mental. Eu não queria mais manter ninguém nesta lista negra psicológica. Simplesmente as deixei livres. Livres das minhas mágoas, das minhas decepções. E sabe qual foi o resultado disso? Apenas uma deliciosa sensação boa de fazer as pazes comigo mesma. As pazes com minhas dores.

Mas Cal, não se esqueça, eles estão bloqueados porque foram traidores, mentirosos, psicopatas, pessoas ruins, pessoas que eu não desejo conviver! Bloquear é como criar um presídio de segurança máxima e sentenciar à todos a prisão perpetua. Sim, eu sei disso. Mas o grande lance é que o bloqueio demonstra muita infantilidade da nossa parte. Lembra quando você era criança e quando não queria falar com sua amiga, unia seus dedos indicadores e falava: Corta aqui? O bloqueio é um Corta Aqui no século XXI. Bloquear é ficar de mal do coleguinha e mesmo que você nunca mais queira falar com seu ex-amigo-vizinho-chefe-parceira-sejaláquemfor, acha mesmo necessário o Corta Aqui? Eu te digo: NÃO É.

Você tem que ser adulto o suficiente para sair da vida de uma pessoa sem ficar de mal, ou sem esses métodos infantis. Tem que ser adulto o suficiente para dizer: Hey, eu tenho o seu número, mas não significa que eu vou te ligar (porque eu não quero e nem vou). Eu sei qual seu nome no Facebook, no Instagram, no Snapchat, mas eu não quero saber como anda a sua vida! Tem que ter maturidade nível MASTER para não ficar fuçando a rede social de alguém que você não quer contato. Vocês bem sabem do que eu estou falando, porque sim, é possível você não querer conviver-namorar-ter amizade-trabalhar com alguém e ainda assim viver na CURIOSIDADE de bisbilhotar como anda a vida do moribundo. Curiosidade nem que seja para saber que ele está numa pior! Sofrendo e chorando! Se está feliz, ou noutro planeta.

Turma, vamos crescer e pensar positivo para aquelas que nos machucaram! É difícil, mas vamos tentar! Pense: Que eles sejam infelizes! Ops… errei a escrita, eu quis dizer, infelizes. Não, Cal, FELIZES! Isso, felizes (Nossa! Como é difícil mesmo!). Foi isso que eu queria dizer, todos merecem ser felizes nessa vida. Porque pessoas felizes não tem tempo e nem interesse em machucar-magoar-mentir e ferir outras pessoas. Estou enganada? Claro que não, por isso, vamos (precisamos) desejar coisas boas e amar (sim, amar) aquelas que nos feriram algum dia. Vamos ser seres humanos melhores?! Que tal?

Obs: Amar não significa se relacionar ou se envolver. Apenas queira bem, pense positivo e deseje o melhor para aquelas vidas!

Nessas tentativas de amadurecer, minha vida ficou mais suave depois de colocar isso em prática. Com apenas um click, com pequenos gestos como: desbloquear pessoas e trocar de padaria. Gestos como abrir as portas da frente da minha penitenciaria mental.

Hey, sintam-se livres! E sejam muito, muito, mas muito FELIZES!  Bem, bem, mas bem longe de mim!

0 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ... 

primeiro-encontro-e-depois

Ele acabou de me deixar em casa e eu estou morrendo de vontade de dizer para ele o que eu sinto e o que ele me fez sentir. Sabe aquela sensação de: Nossa! Encontrei Uma Pessoa Maravilhosa!  É o que estou sentindo agora. O que fazer? Peguei o celular e comecei a digitar uma mensagem para ele.

Digitando…

Olá, chegou bem?

Apago a mensagem. Muito fria. Acrescento algo mais?

Digitando…

Tudo bem contigo???

Interrogações demais.

Chegou em casa?

Mas continua sem muita emoção. Vamos lá, seja mais cordial. Ele tem que achar você legal.

Digitando…

Olá querido!

Querido?

Nossa! Estou falando com uma pessoa de 200 anos?

Olá, meu amor.

Amor? Não é muito cedo para chamar alguém que você acabou de conhecer de Meu Amor? Menos, Cal. Bem menos intimidade. E não está cedo demais para mandar mensagem? Você acabou de sair do carro dele. Você chegou na sua casa agora. Por que a pressa? CALMAAAAAAAAAAAAA. (Eu não estou calma!)

“Uma Mensagem!”

Ai caramba. Ele me mandou uma mensagem. Se eu olhar agora vai ficar na cara que estou com o celular na mão. Tenho que mostrar que faço várias coisas na vida e não apenas respondo mensagens. Mas o que estou fazendo agora? Olhando para o celular e querendo escrever uma mensagem. Droga! O que faço? Vou ler! Demoro cinco minutos para fingir falta de ansiedade?

Visualizado em 23:09h  (5 minutos depois!)

“Oi, linda. Acabei de chegar em casa. Você está bem?Obrigado pela noite agradável. Gostei de conhecer você, ficar com você. Você é uma garota legal. Beijos, Fernando.”

O que ele quis dizer com Noite Agradável? Será que eu falei ou fiz algo de errado? Será que eu não devia ter feito aquela piada sobre o jeito dele de falar? E este Gostei De Te Conhecer? Será que ele nunca mais vai falar comigo depois desta noite? Será que amanhã ele vai sumir? Desaparecer? Vou responder antes que seja tarde.

Digitando…

Hey, não suma não! Tirando a piada sobre seu sotaque, o chiclete cuspido sem querer, e nossas infinitas implicações gratuitas um com o outro, eu gosto de você. Ok?

Apaguei a mensagem. Muito desesperador.

E este “Você É Uma Garota Legal”? Como assim, legal? Legal para ficar de vez em quando? Legal para ser amiga? Legal para trocar nudes? LEGAL COMO???

Digitando…

Olá, Fernando. Sabe de uma, não me procure mais. Eu sou legal mesmo, sabia? Eu tenho várias qualidades ao contrário do que você pensa e não sou uma desocupada que fica o dia todo no celular. E não me peça nudes, sou uma garota de família e… 

Apaguei a mensagem.

1 mensagem não lida

Cal? Está tudo bem? Você está online e não respondeu minha mensagem. Aconteceu alguma coisa?

Visualizado em 23:25h

Ai, caramba! Estou vendo as mensagens e não respondendo. E por que não respondo? Por que estou pensando tanta bobagem? Por que não consigo relaxar e ser sincera com ele? Por que não dizer a verdade? Dizer o que eu sinto e o que eu gostaria de sentir? Por que não posso ser franca sem medo de levar um fora?

AFF… Estou cansada de joguinhos como: Não-ligar-depois-de-um-encontro. Ele-tem-que-falar-primeiro-que-eu. Nunca-diga-100%-a-verdade, pode espantar a pessoa interessada. Finja-ser-algo-para-agradar-alguém.

Cansei. Vou falar com sinceridade e se ele não for sensível o suficiente para entender, ou se não estiver na mesma vibe que a minha, melhor assim! Não perderei tempo, nem canalizarei minhas emoções em alguém (algo) sem futuro comigo.

Sabe de uma, vou mandar um áudio. A minha voz será sem rodeios, sem exclamações em excesso e nem com emoticons sem vida. Ele perceberá a sinceridade no meu falar. Por favor, perceba.

Gravando áudio…

“Olá, Fernando. Tudo bem sim. Desculpe não responder antes. Eu não sabia o que falar para você. Mas agora eu já sei. Queria dizer que também gostei de te conhecer. Você é o tipo que, para mim, é interessante. Gostei dos nossos papos, dos nossos beijos e do seu abraço acolhedor. Espero que eu tenha demonstrado isso. Apesar do meu jeito bobo de ser, a sua companhia muito me agrada e, se depender de mim, vamos repetir nossos encontros. Um xeru no seu coração!”

Áudio enviado!

Nãaaaaao acredito que eu fiz isso. Agora já foi! Com toda a verdade que há no meu coração. Foi!

Respirei fundo e vi que ele ouviu o áudio. No mesmo minuto apareceu no meu aplicativo:

Fernando Gravando áudio…

 

 

 

17 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ... 

quando-lembrancas-se-tornam-o-bolsinho-da-calca-jeans

Eu tinha na minha memória algumas lembranças maravilhosas. Sabe daquelas que você simplesmente não consegue apagar de tão boas que foram? Sim, tipo essas.

Lembrar-me do som do seu riso e do seu sorriso me fazia chorar, por que eu pensava: ele não é mais meu, não soará para mim e eu não poderei ouvi-lo outra vez.  Sabe, quando estávamos nós dois mergulhados debaixo d’água falando frases para tentar decifrar o que o outro dizia? Era infantil demais para ser doloroso, mas era como nos divertíamos juntos – como crianças! Eu fechava os olhos e lá estava você, como uma imagem de desenho animado, falando coisas e eu rindo sem entender. Houve também aquele eu te amo que foi dito banhado em tantas lágrimas e com tantas emoções, como vou esquecer? Como esquecer que sentíamos choque quando nossa pele se tocava? Foram noites, várias noites colocando a cabeça no travesseiro e adormecendo pensando em você, para acordar no outro dia e o primeiro pensamento ser você. Como esquecer? Como esquecer algumas lembranças inesquecíveis?

Até que eu soube de uma, duas, dez, vinte, trinta mentiras suas e eu comecei a me perguntar se tudo o que eu vivi foi de fato verdade. Com tanta falsidade, tanta sujeita, como pôde em algum momento existir sinceridade vindo de você? Então, o que era nostalgia e saudade se tornou em rancor. Muita mágoa transbordou em meu ser e como esquecer todas as mentiras, traições e falsidade vindas de você? Como esquecer toda sua maldade? Por que sim, maldade. Um ser humano honesto não mente para quem lhe oferece cuidados, carinho e amor. É muita maldade atirar pedras em quem sempre lhe ofereceu flor! Como esquecer que eu tão inocente, achando estar em uma sessão de acupuntura, levava sem saber punhaladas pelas costas? Golpes desferidos pelas mãos que um dia desejei segurar até meu ultimo folego. Como esquecer? Esquecer que as mãos que eu segurei para amparar da queda fatal, foram as mesmas que me empurram ao chão?

Humilhada, envergonhada, traída, esquecida e ferida até a ultima gota de suor, sangue e lágrima se esvair. Devastada, enganada, caluniada, encarei meu passado para poder tentar contemplar novamente a minha existência. Sentei-me frente ao espelho e dialoguei comigo mesmo e tentei entender o porquê eu não morri! Já que a dor era tamanha que não fazia mais diferença estar aqui ou ali. Olhei meus olhos vermelhos, minha cara inchada de tanto apanhar da vida. Hey Cal!… para ai! Eu não estava errada em ter um lindo coração e ajudar os outros. Errados são aqueles que não reconhecem um sentimento verdadeiro de amor e amizade. Eu não estou errada em me dedicar à amar verdadeiramente, sem mentir, sem trair, sem magoar, enquanto os outros preferem as mentiras, as traições e as mágoas. Eu não estou errada em falar a verdade, enquanto o resto do mundo prefere os teatros, as farsas e a calunia. Não posso continuar assim, eu não mereço isso. Recuperei o meu folego e percebi que não valia a pena nem por um segundo à mais viver o que eu estava vivendo.  Eu merecia mais, muito mais. Ser, ter e viver bem mais.

Eu não poderia me permitir perpetuar a crueldade alheia dentro de mim. Não poderia aumentar a inflamação de corações amargos que não sabem o que é a pureza e a sinceridade. Não poderia mais alimentar as consequências de um fracasso que eu não produzi. Ao constatar isso diante o espelho, lavei meu rosto, tomei um demorado banho e comecei a cuidar de MIM. Primeiro minhas feridas internas para não permitir que nenhum outro louco, insano humano voltasse a machucar minha mente, meu corpo e, principalmente, meu coração. Depois cuidei do meu corpo, dos meus cabelos e dos meus olhos para não encarar mais as pessoas como algozes em potencial. Tentei reencontrar com a doçura que sempre caracterizava minha personalidade os meus dias.

Não foi em uma hora, em um dia, foram muitas horas, muitos dias até me recuperar. Não do tombo que levei, nem da pessoa que me derrubou no chão, mas da decepção vivida. Quer saber mesmo, foram dias me tratando para voltar a encarar o mundo com aqueles antigos olhos de esperança.

Em um dia qualquer, que eu não sei identificar quando, ou como, tentei relembrar da sua imagem debaixo d’água e tudo se tornou em um grande vazio. A brincadeira perdeu a essência e o porquê, e ainda que eu me esforce em lembrar do seu rosto, ele não é nada mais do que apenas um rosto (como os outros milhares de rostos que eu conheço). A piscina hoje é apenas uma piscina e SÓ. A dor ao lembrar do seu sorriso, não existia mais. Não por um novo amor, mas simplesmente por que não faz o menor sentido para mim. Eu não sei como é o som da sua risada, nem o formato dela. Como uma palavra sem significado, seu sorriso também perdeu a importância para mim.

O choque na pele, ou o Eu Te Amo, foi vivido quando mesmo? Por que eram produzidos? Eu simplesmente não consigo imaginar como pude vivenciar. Parece como um filme que foi assistido, ou um conto lido por mim em algum momento da minha vida. Algo que poderia muito bem ser vivido por qualquer pessoa no planeta. A música que trazia lágrimas, já não traz mais. As cartas já não são lidas e eu tento me lembrar se foram jogadas fora ou foram esquecidas em alguma gaveta no espaço sideral.

A nostalgia que era minha melhor amiga se tornou uma velha conhecida, que eu não faço questão alguma da visita e ela também não aparece mais aqui em casa. Hoje eu tenho novos amigos: A autoestima, o amor próprio e a paz. Com estas novas companhias tudo fica muito melhor, por que eu tenho a certeza que não vou mais lembrar de… quem… do que mesmo?

Não é um passe de mágica, não é um milagre, apenas, algumas lembranças são capazes de anular outras ou fazer com que algo que possuía significado perca importância. E é neste momento que começamos a esquecer – na verdade você nem vai perceber que esqueceu. A dor não é mais sentida e toda mágoa envolvida passa a se dissolver. O amor que era supervalorizado perde tamanho e formato para novas coisas, novas pessoas e um novo dia simplesmente acontece.

Em verdade, não acontecerá um apagão em sua memória. Todos os acontecimentos, fatos e lembranças com seu ex vai se tornar como o bolsinho da sua calça jeans: você sabe que ele está ali, mas não entende a importância e nem para que ele serve.

 

7 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ... 

prazo-de-validade-dos-relacionamentos

Já pensou se todo relacionamento fosse como comprar um produto no supermercado? Lá vamos nós para a prateleira dos namoros. Você escolhe o tamanho do seu par, a cor e o sabor também. Vê os ingredientes que compõem aquele produto, se vem com pouco sal ou muito. Se é apimentado ou gélido. Se é insosso ou doce demais. Pena não encontrarmos no rótulo das pessoas as indicações de consumo e até as contraindicações. Pena³ (sim, pena ao cubo!) também não encontrar o prazo de validade dos namoros no rótulo. Se tais relacionamentos são perecíveis ou imperecíveis.

Exemplo de rótulos: Joãozinho começa nos primeiros três meses muito atencioso. O produto vai vencer por causa do excesso de ciúmes. Prazo de validade de um ano.

Exemplo 2: Eduarda vai ser um grude inicialmente, mas daqui a três anos, exigirá espaço e vocês terminarão em setembro de 2019.

Exemplo 3: Tainá, mentirosa compulsiva. Produto vencido. Consuma em um prazo de 24 horas.

Exemplo 4: Luiz não gera enxaquecas, nem rugas. Seu consumo, mesmo que em doses excessivas, não traz danos à saúde – faz muito bem ao miocárdio. Pode ser ingerido perpetuamente. Sem prazo de validade.

Mas ai que está a grande questão: Não temos como saber todos esses detalhes, se um namoro vai terminar ou não. Se vai durar! Como saber? Somente durante a convivência para ter tais informações, até por que a maioria das pessoas quando iniciam um relacionamento não estipulam o término, nem devem. Na verdade o que queremos é que seja algo duradouro e o importante é investir nisso. Só que nem todos os namoros serão para sempre. Como diria a cantora Adele: Alguns relacionamentos existem para durar, outros para doer. – Na minha tradução, nada ao pé da letra, de Someone Like You.

E como perceber que um relacionamento está fadado ao fim? Como perceber que, possivelmente, seu namoro não vingará? Que o prazo de validade venceu e você está você ai ingerindo um produto estragado? Para deixar algumas dicas quanto a isso, segue esta lista sobre o Prazo de Validade dos Namoros.

 

Falta de Tempo

Quem quer cria oportunidade onde não tem.  Foge na madrugada, te sequestra no trabalho e faz um minuto valer mais que um mês inteiro. E não estou falando de super jantares, estou falando de momentos que vocês possam dividir na companhia um do outro. Se existe excesso de falta de tempo, acredite, tem alguém ou algo que está ocupando-o o suficiente para ele não querer estar contigo. Pode ser qualquer ocupação, como trabalhar demais, amigos demais ou piriguetes demais que brotam do inferno para atazanar sua paz.

Como diria o Pedro (não Alvarez) Bial: “Não existe falta de tempo, existe falta de interesse. Porque quando a gente quer mesmo, a madrugada vira dia. Quarta-feira vira sábado e um momento vira oportunidade.”

#tomaraquetenhasidoelemesmo #jogueinogoogle #foiobial #nãoobiel

Buraco Negro

Sabe o que significa ficar no vácuo? Sim, quando você recebe aquela mensagem e visualiza, mas não responde. Simplesmente por que não é importante, não é do seu interesse imediato e que você não vai responder e PRONTO! Sabe o que mais? Você vai esquecer-se de responder a mensagem, ou retornar a ligação. Sabe por quê? Por que você não vai lembrar. Por que já não tem o mesmo valor que antes. Essas ligações, cartas, e-mails, sms, uatizapi e cia ltda, não terão respostas porque foram sugados para o buraco negro que é o seu desinteresse em responder com o mesmo imediatismo de antes.  

Você está fazendo charme? NÃO

Você está demorando de responder de proposito para o seu amor te ligar ou ficar pensando no que você pode estar fazendo que não o responde? NÃO²

Você responde as outras pessoas ou retorna para elas normalmente? SIM

Você esqueceu mesmo de responder? SIM².

Então, se liga no seu desinteresse em responder. Você está jogando seu relacionamento no buraco negro. Isso se você for o autor do vácuo, pois pode acontecer de ser você quem está sendo deixado no vácuo.

 

Pega na Mentira

-Esqueci-me de te ligar e meu celular descarregou

-Fiquei incomunicável, você acredita?

-Eu nunca minto!

-Juro pela minha mãe, por dels, por meu cachorro que eu nunca te traí.

-Eu estava em uma reunião o dia todo e acordei agora.

-Meu cachorro morreu (claro, você jurou tantas vezes pelo seu dog, que não me surpreende o bichin ter morrido), meu carro quebrou. Por isso sumi o final de semana todo!

Essas frases são bem clichês, talvez você já deve ter usado ou ouvido. Mas o que se deve observar, para além das frases, são alguns detalhes que caracterizam um mentiroso. Alguns deles são: Observe se ele mente regularmente para outras pessoas (alguns até se gabam disso), pois certamente ele mente para você. O mentiroso é péssimo de memoria, engana-se quem pensa o contrario. Por consequência disso, ele acaba se entregando e errando em algum dado ou confundindo fatos. Afinal, uma mentira nunca se tornará uma verdade, mesmo sendo contada mil vezes (felizmente). Aguarde até ele repetir uma mesma história, NUNCA é contada da mesma forma. Ou tente ser mais esperto, jogue com ele, pergunte sobre algo que ele contou há muito tempo atrás e faça-o errar (seja sábia com os mentirosos!).

Mentir é desvio de caráter, entenda isso! É defeito e não qualidade. E se você tem um relacionamento com alguém que mente com regularidade, acredite, o prazo de validade para vocês já veio VENCIDO! Produto já veio estragado.

 

Mão Única

Relacionamento é um contrato de parceria. Você se dedica e, obviamente, quer que seu namorado se dedique a você também (do contrário, chama-se vida de solteiro!). Por isso no namoro deve existir o equilíbrio, nada de se doar muito e receber pouco.

Observe se você sempre será a primeira opção para tudo de bom e ruim que ele (a) queira fazer. Ele vai ao médico, chama o seu amor para ir também. Levar para fazer prova de concurso, compras no mercado, eventos sociais, eventos no trabalho, velório, novas aquisições… TUDO! Lá está você fazendo o que na verdade não é uma obrigação, mas sim um PRAZER, afinal, vocês estão namorando e até onde eu sei namorar inclui participar um da vida do outro (só um cuidado com os exageros!).

Só que namoro é uma via de Mão Dupla. Assim como você quer doar, você quer receber e não me venha com este papo de altruísmo, que em namoro o contrario se chama Egoísmo! Observe se algum de vocês dois não está na fase do f!#$%oda!@#-$e, tipo: Você está doente? Ele some no mundo e reaparece quando você saiu do coma. Ele sem dinheiro e você só dá atenção quando ele estiver financeiramente confortável. Você precisa desabafar, por que os problemas do dia a dia estão te sufocando e ele só se importa com as coisas dele, o trabalho dele, os amigos dele e ainda solta a frase clássica: É a vida. Uma hora passa. E nem pergunta como foi seu dia ou o que vocês podem fazer para amenizar seu stress. Ou nem perguntar nada, apenas agir despretensiosamente para contribuir sendo alguém que te faça bem.

Se ele se interessasse de fato por você moveria mundos e fundos para arrancar no mínimo um sorriso seu. Percebeu que ele, ou até você, foi incapaz de fazer seu parceiro feliz quando ele precisava? Percebeu e não se importou? Liga ai para a vigilância sanitária, tem gente consumindo produto vencido!!!

 

Flerte – Traição

Vem cá, queridênha! Se você está em um relacionamento sério, por que está flertando com alguém? E você, queridãum, se tem uma namorada, por que está traindo-a regularmente-esporadicamente? Está faltando alguma coisa no namoro de vocês? Procure identificar a falha e, sendo bem sincero consigo, não faça mais! Se você entender que é o SEU JEITO, que você gosta do desafio da conquista, de ter o prazer de perceber que pode ter quem quiser e fazer alguém se interessar por você, então assuma a pegada Joey Tribbianni ou Barney Stinson (para quem já assistiu as séries Friends e How I Met You Mother – indico as duas!) e assuma uma vida de solteiro.

Divirta-se com seus desafios pessoais de flertar e com as suas conquistas de ficar com quem quiser sem machucar ninguém. Faça da vida um grande buffet livre! Coma o que estiver a vontade, só não faça isso se estiver na dieta restritiva de um RELACIONAMENTO SÉRIO (carambaaaaaa!!!). E não, eu não apoio este tipo de comportamento, mas antes viver na pegada Safadão, do que espalhando chifre na cabeça alheia.

Obs: Traição também é desvio de caráter e não deslize (na maioria dos casos). A carne não é fraca quando o caráter é forte.

 

Não tô mais afim mesmo!

Toda esta lista se resumirá a palavra DESINTERESSE. Será que é tão difícil perceber que uma pessoa não está mais interessada em você? Às vezes é, por que o amor nos deixa cegos-burros-idiotas-patéticos (mas é tão bom sentir essa merd!#$A%).

Está ali, gritando na sua cara que ELE NÃO ESTÁ MAIS AFIM DE VOCÊ, escrito em ARIAL 90, em negrito e piscando, mas você não saca de imediato (por que se você está cego, deveria vir escrito em braile na pegada papel metro com marcações feitas por britadeira!!!). Pare de fazer a linha Stevie Wonder e caia fora deste problema.

Será que você não percebeu que no início as mensagens eram respondidas em tempo confortável e as ligações eram mais frequentes? E eu não estou falando da comodidade e confiabilidade dos relacionamentos longos, que você já sabe o porquê ele não pôde responder ou ligar, antes mesmo dele explicar-se.

Eu quero gritar no seu ouvido, para que você perceba que você foi lançado fora de órbita para ser sugado por qualquer buraco negro. Lançado pelo foguete da INDIFERENÇA que seu “amorzinho” tem demonstrado ultimamente. Note como seus gostos, seus hábitos e principalmente o que tem valor sentimental na sua história, ele já não se importa mais!

O desinteresse e a indiferença fazem com que uma sucessão de consequências marque o prazo de validade para o mais breve possível e seus indicativos mais significativos são: Brigas sucessivas, com desculpas reincidentes para erros repetitivos. Falta de planejamento para o futuro – você vai pensar por vocês dois, seu par por/para somente ele mesmo. Flertes com outros individuas, quiçá traições. E, por fim, pouca ou nenhuma participação nas coisas que são importantes para sua vida!  Tudo isso significa que ele (a) não está tão (ou não mais) interessado em você. Percebeu que a lista inteira se resume em um ponto só? Que bom que agora você notou!

Mas Cal, tem certeza que estes sinais indicam o fim de um relacionamento? Pode não ser o fim imediato, mas já aponta sim para um namoro com grande potencial a ser perecível. Cabe à vocês, namorados, tentarem resolver. Se vão encontrar dentro do dialogo uma forma de trazer condimentos á mais, que possa transformar o amor de vocês em algo imperecível. Afinal, não estamos buscando a perfeição, mas sim uma vida amorosa que, mesmo com suas dores e delicias, não nos envenene por dentro. Afinal de contas, alimentos estragados trazem danos à sua saúde física, mental e emocional. Antes comer sozinho, do que mal acompanhado. Pensem nisso!

Obs 2: Não, as pessoas e os sentimentos não são produtos ou mercadorias, apenas usem o prazo de validade como analogia.

 

4 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ... 

feliz-dia-dos-quase-namorados

 

Bem, o dia 12 de junho está chegando e eu ainda não decidi se compro ou não o presente para ele. Ele quem? O cara com quem você estou saindo a no mínimo 2 meses. Aquela pessoa. Aquele que ainda não me pediu em namoro, mas, nos dias de hoje, ainda alguém faz este pedido? Acho que sim, quase sempre, não tenho como opinar a respeito disso.

Se ele não me pediu em namoro, logo, eu não compro presente.  E se ele me pedir no dia 12? E se ele comprar um presente? O que estou fazendo aqui! Vou correndo comprar uma lembrancinha para não deixar o dia passar em branco.

“Pera”, o que comprar? Se ele não é meu namorado oficialmente eu não posso comprar algo do tipo um perfume caro ou uma roupa social. Isso é presente para namorados. Então, o que presentear à um quase namorado? Camisa do time favorito? Uma caneca? Um cartão (Cartão é polemico, o que estiver escrito no cartão pode me comprometer. Se no cartão tiver escrito Eu te amo… acabaram-se as chances de nos tornarmos namorados. Não, ainda não chegamos na fase do Ps: Eu Te Amo) . Cartão, definitivamente, não!

Um pet nem pensar, chocolates também não. Acho que vou ficar na opção Chaveiro. E se ele comprar algo muito bom para mim? Com que cara eu vou entregar um chaveiro? Bem, tenho que comprar dois presentes. Um bom e um ruim. Comprarei um chaveiro e um perfume. Se ele não me der nenhum presente, eu fico com o chaveiro e guardo o perfume para presentear meu pai no dia dos pais em agosto. Que tal? Grande ideia! Feito! Sou um gênio.

Agora, bem que ele poderia me dar coisas como: não entrar (nem passar perto) dos aplicativos de pegação, ser fiel incondicionalmente, me comprar chocolates na TPM e também assistir seriados comigo nos finais de semana. Pra mim seria perfeito estes presentes. Lógico que se vir acompanhado de um buque de flores e vinho, eu aceito, sem reclamar. Mas para tudo isso acontecer ele teria que ser o meu namorado, logo, ELE TEM QUE ME PEDIR EM NAMORO!

“E ai, vamos fazer o que no final de semana?”

Chegou a mensagem no meu WhatsAPP. O que uma quase namorada responderia?

Que tal um jantarzinho? Um cineminha? (Que tal não responder tudo no diminutivo?)

Uma praia?

É, praia eu não preciso levar o presente. Seria estranho trocarmos presentes na areia ou debaixo d’água. Pronto, praia! Maaaaaaaaaaaas… se ele achar que eu não estou querendo compromisso sério? Em pleno final de semana do dia dos namorados e eu escolho PRAIA? Maaaaaaaas… se somos quase namorados, praia é uma boa pedida. Aiiiiii caramba! O QUE FAZER?

Faço a depilação? Se for praia mato dois coelhos com uma cajadada só! Não, pera… e o cabelo? Se eu for para praia já era penteado, se rolar jantar à luz de velas mais tarde meu cabelo estará um bagaço! CANCELA MENSAGEM! NADA DE PRAIA!

O que fazer? Essa porcaria de QUASE está acabando com a minha vida. Eu estou quase namorando, quase comprando um presente, quase me depilando, quase arrumando os cabelos e no fundo eu não estou fazendo absolutamente NADA. O quase não me transformou em namorada, nem me presenteou, tão pouco me levou à algum lugar!

Já sei o que responder:

“ Você quem decide!” 

-Mensagem enviada.

-Mensagem visualizada.

Pronto. Agora minha vida está nas mãos dessa pessoa maravilhosa que não me pediu em namoro ainda.

-Digitando…

Olhei no relógio e constatei que alguns segundos de espera tem a duração de uma eternidade e meia (certamente tem).

Enfim, respondeu: “Meu amor, você resolve.”

Primeiramente #foraindecisão

Segundamente: Meu amor?

Bem, se eu sou o amor do meu amor, por que tanta incerteza? Se seremos namorados oficialmente ou não, se vamos à algum restaurante, se vamos apenas assistir um filme, por que tanto desespero? Entenda, este final de semana é apenas mais um final de semana como todos os outros 52 finais de semana que tem no ano! Dia dos namorados é legal de ser comemorado, mas namorar deve ser uma prática de vida. Se eu me sinto namorada dele, devo me comportar como tal. Tenho que ser sincera comigo mesmo, tenho que expressar meus sentimentos com verdade. A minha sintonia vai bater com a dele e se não harmonizar, mando um cartão de Condolências e Fim! Reciprocidade é tudo e isso nós vivemos, apesar da ausência de nomenclatura.

-Digitando:

“Amor, qualquer lugar com você será um bom lugar. Pode ser um cinema, ou um bom seriado na Netflix.”

Olho para o celular e aguardo a resposta dele que veio de imediato.

“Tem um seriado que eu gosto muito, Breaking Bad. Já ouviu falar? Podemos assistir juntos e fazer um jantarzinho só para nós dois. Que tal? Te pego as 18h, ok?”

Pensei: Assistir Breaking Bad com ele. Usou o diminutivo para o verbo Jantar. E me chamar de Amor? AAAAHHHH!!! Já estamos namorando faz tempo! #calwins

Respondi:

 “Ok. Combinado!”

E se não estivermos namorando, o que importa é que ele tocou meu coração e eu vou fazer questão de tocar o coração dele positivamente. De que adianta viver se não for para isso? 

Continuei a mensagem dizendo:

“Amor, só me dá mais uma horinha, preciso fazer algumas coisas…”

#depilação #comprarchaveiro #comprarperfume #arrumaroscabelos #pintarasunhas

 

6 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ... 

Hoje vou contar uma bela história de amor: Eu tenho um grande amigo, meu melhor amigo se chama Michel. Michel foi traído e eu não sei como contar para ele o acontecido. Como você sabe que ele foi traído, Cal? Ahhh… Todo mundo acaba sabendo! Menos os traídos! 0bs: Traidores, disfarcem mais! Seje menas na cara da sociedade! Sejam discretos! (Não, eu não estou apoiando os traidores. #sintonojodisso #muitonojo)

Como sou uma ótima amiga, estou procurando um jeito menos doloroso de informá-lo sobre a traição. Caso vocês estejam passando pela mesma situação que eu, pode usar das minhas sugestões para contar ao seu amigo que ele possui um belo par de chifres na cabeça. Então, vamos lá!

Nossa lista com as FORMAS DE CONTAR PARA SEU AMIGO QUE ELE FOI TRAÍDO:

PROGRAMA CASOS DE FAMÍLIA

Nosso amigo estará sentado no palco (sem saber o porquê), a apresentadora fará a chamada para o caso do dia: MINHA CABEÇA NÃO AGUENTA MAIS CHIFRE!

Acontecerá uma dramatização contando toda a história e nos poupará de fazer o mesmo. Um modo discreto de tratar o assunto.  

Sugestão de atores para dramatização: Rodrigo Simas fazendo o traído. Cléo Pires fazendo a namorada safadênha e o Bruno Gagliasso sendo o amante.

Pode ser assim, produção? Não? Então, tá!

 

CARRO DE MENSAGEM

Outra maneira seria colocar um carro de mensagem, sem tirar a parte dos fogos de artifício e a entrega do buquê de flores. O carro deve parar na frente da casa do amigo em questão, depois o locutor vai narrar como aconteceu a traição (trilha sonora: Kenny J e seus solos de sax).
“Rodrigo, era um sábado à noite quando Cléo chegou na balada. Ela disse que ia dormir cedo e você, tão inocente, acreditou. Foi nessa oportunidade que ela conheceu o Bruno, aquele seu amigo gato, e os dois selaram a traição com um beijo apaixonado. De lá para cá, os dois são vistos juntos em atitudes suspeitas. Tudo começou em novembro de 2011…”

 

FAZER UMA REDE SOCIAL

Uma boa opção para fazer seu amigo descobrir que foi traído pode ser convidando-o para entrar em alguma rede social nesta temática. Caso você queria, podemos criar um aplicativo novo, como:

What’sWrong, Chifer ou FaceCorno. Nestas mídias você só pode se inscrever caso tenha sido traído, mas só o fato de você enviar o convite para seu amigo já o deixará com a pulga atrás do chifre… ops, orelha!

 

PESQUISA DATA-FOLHA

Contrate algum agente do IBGE para fazer um questionário com seu amigo a respeito de traição. Acrescentando no questionário algumas perguntas pessoais, por exemplo:

– Quantas vezes você chamou sua namorada para sair sexta à noite e ela disse que estava ocupada ou com dor de cabeça?
– Você já desconfiou que a sua namorada estivesse te traindo?
– Quantas vezes sua namorada Cléo beijou o Bruno (na balada das 23 horas da praia da Barra, toda sexta-feira)?
– Quantas vezes vou ter que dizer que você é corno para você acreditar?

Independente das respostas, o resultado sempre será:

99% de chance de você ter sido traído

99% de possibilidade de você continuar sem acreditar

E aquele 1% é vagabundo, safadão e elas gostam. No caso, o Bruno, o cara que fica toda sexta, às 23 h na balada da praia da Barra com a sua namorada! (ficou claro?)

Margem de erro, 1 ou 10 chifres para mais ou para menos. 

 

CARTAZ EM FINAL DE CAMPEONATO DE FUTEBOL

Prático e fácil. Escreva o nome e o sobrenome do seu amigo, para não correr o risco dele pensar que o recado é para outra pessoa. Peça para a torcida mais animada abrir o recadinho singelo durante a final do campeonato com o seguinte dizer:

Filma, Eu! Meu brother é corno e não sabe, Olá Michel Bahia, essa é pra você!

 

COMPRAR UMA SAVEIRO (O FLAGRANTE)

Leva seu amigo para dar o flagrante (descubra o local e vá preparado!). Se você for muito amigo, grave o flagrante. Vai que rola uma briga e você registra um bafafá inédito que vai te render bons views e likes na rede. Sempre bom ter novos memes na internet.      

 

PLAYLIST

Faça o download de algumas músicas e presenteie seu amigo. O CD deve conter canções como:

João Neto e Frederico – Chamam Isso de Traição

“Quer saber por onde andei
Quer saber por que cheguei tão tarde
Porque ando tão distante assim
Tá na cara a verdade

Me entreguei as carícias e os beijos de outro alguém
No meu corpo trago cheiro de outra cama
Te avisei, não me ouviu e não me compreendeu
A culpa é sua, fui buscar na rua o que não me deu”


Mamonas Assassinas – Bois Don’t Cry

“Ser corno ou não ser? És a minha indagação…

Ela é uma vaca, eu sou um touro”


 

Reginaldo Rossi – O Dia do Corno

“Hoje é o dia do corno, foi bom te encontrar 
Vamos tomar um bom porre pra comemorar”


 

Los Hermanos – A Outra

“Paz, eu quero paz
Já me cansei de ser a ultima a saber de ti
Se todo mundo sabe quem te faz
Chegar mais tarde
Eu já cansei de imaginar você com ela (e)”

Los Hermanos – Tenha Dó (escute aqui)

Obs2 : Coloquei o link por que a letra inteira será suficiente para os nossos amigos cornos entenderem!


 

Bruno e Marrone – Vidro Fumê

“Foi num telefonema anônimo
Uma voz disfarçada
Me falou que eu estava sendo traído
Eu nem quis acreditar
Pensei que era só um trote
Mas no fundo do meu peito
Já desconfiava dessa minha sorte…”


 

Calipso – A Lua Me Traiu

“… acreditei que era pra valer, a lua me traiu!”


 

Silvano Salles – Eu Levei Foi Gaia

“Eu levei foi gaia, daqueles que a gente se atrapalhar…”

Precisa dizer mais alguma coisa? As canções falam por si!

 

 

CHAMAR O AMIGO POR UM NOVO NICKNAME (APELIDO CARINHOSO)

Rei do Gado

Joelma

Rodrigo Santoro (joga no Google a história dele com a Piovani)

Jornal de Ontem

Malévola

Seu amigo, logicamente, vai querer saber o porquê do apelido e então você aproveita a oportunidade para contar os fatos.

 

EM OFF

Uma boa opção é chamar seu amigo discretamente e contar o que está acontecendo. Nada como uma conversa face a face. Seja simples e fale sem rodeios a respeito da traição. Se ele for seu amigo, confiará nas suas palavras e dará credibilidade aos seus argumentos. Mas tenha cuidado para não ferir o coração dele, afinal, estamos falando de sentimentos e relacionamento. Conte de uma maneira suave para amortecer o impacto e a dor. #quedó  

Tá… não é lá das melhores opções. Então, vamos para a ultima sugestão.

 

ONLINE

Se inscreva em algum concurso para colunista de alguma escritora famosa. Quando você passar no concurso, você vai criar um texto falando sobre COMO CONTAR PARA SEU AMIGO QUE ELE FOI TRAÍDO. Ou melhor, compartilhe esta publicação no Facebook e marque seu amigo que está passando por este perrengue. Pronto, feito! Entendeu agora, Michel Carlos Bahia?

#filhoteeuteamo #meumelhoramigo #seliganacléo  #mentiragente #michelégay  #xerudacal

 

Obs3: Não façam o que eu digo, nem façam o que eu faço!

Obs4: Miga, sua louca! É tudo brincadeira, môdels!!!

Obs5: Diga, Michel. Sou ou não sou sua melhor amiga?

4 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ... 

Quando estamos apaixonadas queremos de algum modo demonstrar esse amor. Com palavras e atitudes, o importante é fazer com que algo invisível como o sentimento, tome forma e seja visto. As loucuras de amor são uma forma de fazer com que o amor ganhe formas. Às vezes de modo bem sucedido ou um fiasco total. O importante que demonstrar é uma das coisas mais prazerosas no amor, independente do resultado. E quem nunca fez uma loucura de amor? Quem nunca fez, não sabe o que está perdendo! #euadoro #eumeamarro

Por isso, conversando com meus amigos, encontrei um bando de loucos (que nem sempre são corinthianos), mas que me contaram seus casos. Como eu não sou cofre para guardar segredos, vou espalhar! #isittoolatenowtosaySORRY

  • CONHECER A FAMÍLIA

Desde quando conhecer a família do (a) namorado (a) é uma loucura de amor? É uma forma de dar forma ao amor pelo outro e uma loucura por motivos que irei destacar. Namoro se resume a duas pessoas e lá vai você conhecer pai – mãe – tio cachaceiro – prima – cunhado tarado – vizinha fofoqueira – cachorro que já morreu-cachorro que está vivo – cunhada – madrasta – a amante – o filho bastardo da família do seu atual. Se você está namorando sério ganhou de brinde a família do seu amor para opinar no namoro de vocês, a “obrigação” em ter que participar dos eventos coletivos, amigos secretos sem a menor graça, quando não aquelas ligações para desejar feliz aniversário para alguém que você tem pouca intimidade para falar um Oi que dirás o resto.

Um bom caminho é a amizade, sem forçar barra. Na amizade todos esses brindes indesejados do relacionamento vão se tornar verdadeiras gostosuras! Agora, para conquistar essa amizade não vá inventar de fazer bolo com a mãe do namorado se você nem sabe cozinhar para fazer média com a coroa que NÃO VAI DAR CERTO! Ou você, que quer conquistar o sogrão, chama o velho para fazer um churrasco, sendo que você não sabe nem a acender uma brasa! Tenta a amizade de maneira suave e sincera, sendo VOCÊ MESMO. Por mais babaca-imbecil-legal-gente boa que você seja, elas têm que gostar de você do jeito que você é (e vice-versa).

Obs: Se o namoro não tem chance de vingar, não faz isso, sua louca! Por que além de terminar com o boy, você tem que terminar com os familiares dele também!

Obs 2: Conquista logo a sogra, que todo o resto fica fácil.

 

  • FAZER TATUAGEM

Já vi tantos casais que resolvem demonstrar o amor fazendo uma arte no corpo e a tatuagem é em 99,9999% dos casos a opção mais escolhida. Contudo, em 99,999999% não é lá a melhor coisa a ser feita. Você poderá se arrepender e cobrir tatuagem, que é um processo doloroso e traumático. Apagar então, uma fortuna. Então, pense muuuuuuuuuuito antes de fazer este tipo de loucura. Agora, amigo, se você estiver decidido a fazer uma tatuagem para sua amada, faça um símbolo, um desenho, por que caso o namoro termine, você não estará com o nome de um ex no seu corpo. Seja louco, mas não BURRO! #jápasseiporisso

 

  • GÊMEOS SIAMESES

Nada de ir para os programas do namorado com os amigos dele. Acha mesmo legal ver o boy jogando bola e falando bobagens e você lá na arquibancada com cara de cão de guarda? Piorou, imagine só, ele, indo ao shopping contigo quando você vai fazer compras ou ir ao cinema com suas amigas! Vamos parar com isso??? Casais! Melhorem! Mas Cal, se eu parar ele vai ficar muito solto, ele pode me TRAIR!

Anota ai:

“Trair e coçar é só começar e pode ser em qualquer hora e qualquer lugar.” Crispim, Cal, 2016.

Queridos, não adianta dar uma de siamês que traição é desvio de caráter e não oportunidade! Se o cara quer estar contigo, ele vai estar. Se quiser trair, vai trair. O importante é vocês viverem como um casal, ter seus momentos de amor, mas sem aquela cena clássica: Amor, vou ao banheiro, vamos comigo?

E lá estão os dois de mãos dadas no toilette. #mepoupem #piorqueéverdade

Muito cuidado na quantidade de aproximação, não podemos querer ser o outro. Apesar de vocês serem um casal, a individualidade de cada um deve ser preservada. Cadê a personalidade? Cadê ser VOCÊ MESMO? Você deve participar da vida do seu namorado e ele da sua, mas não se esqueça que você é você , e ele é ele.   

Entendam a diferença entre estar com o outro, e estar contido no outro. Estar contido, aonde você for, vai ter o seu (a) amado (a) dentro de você, e isso é suficiente para serem um bom casal.

  • SE DECLARAR PARA SEU MELHOR AMIGO

Quem nunca se apaixonou por um amigo?  #quemvaiseapaixonarpeloinimigo #temqueseroamigomesmo

Pior do que se apaixonar por seu melhor amigo é tentar demonstrar que está apaixonada. Geralmente, escondemos o sentimento, enterramos a sete chaves e a última opção é confessar. Só que nós não fazemos parte da minoria, nós, as pessoas que fazem loucuras românticas, nos declaramos! Compramos o perfume ou uma roupa que ele goste muito. Ou (na lata!) um coração que vem escrito: Eu te amo. Cartões com mensagens de amor e ele… NADA DE PERCEBER!

Aos garotos apaixonados pelas melhores amigas: vocês levam a garota na porta de casa, seguram a respiração quando abraçam, rola um beijo no rosto, e você confessa que você ficou com vontade de nunca mais lavar a bochecha na vida. Compra o chocolate que ela gosta, faz piadas para a amiga rir até chorar, e ela… NADA TAMBÉM!  Quem nunca? #eunão #mecontaram

Depois de viver tudo isso o que lhe resta é a certeza que ou ele (a) ainda não sacou seu sentimento ou tão somente finge-se de desentendida (o). Pode bater na pessoa para ela sacar? NÃO! E o que acontece depois? Você vai fazer o que não fez, falar a verdade, que pode ser assim: Você é linda (o), eu gosto de você, mais do que eu queria gostar. Eu sei que você é meu (a) amigo (a), mas eu não consigo mudar o que sinto. Eu gosto de você, mais do que um sentimento de amizade. Acho que é amor.

Não tem como saber se ele (a) vai gostar, se vai se afastar de você ou casar contigo daqui a duas décadas. Fato é que às vezes externar o que sentimos é melhor do que ficar guardando dentro da cabeça e do coração. Se você não falar, a resposta sempre será NÃO. Ao passo do fazer, abrem as portas para mais duas opções, o TALVEZ e o (tão sonhado) SIM. #confessojáfiz #comigodeucerto #prontosoulouca

 

  •  PRESENTES INUSITADOS

As vezes exageramos na dose do gostar de alguém. Queremos tanto que a pessoa amada saiba do seu amor por ela que acabamos errando na medida. Alguns exemplos: colocar carro de som na frente da casa da namorada, com direito a música romântica, fogos de artifício e buquê de rosas (hêeeeee coisa mar brega! môdels). Tem também os presentes bizarros como dar um dente seu para seu namorado. (HÃM?), uma mecha do cabelo cortado #desculpameubem, até um pingente com gotas de sangue (se você namorar um vampiro, pode dar). Pra que isso mesmo, hein gente?  

Ainda tem aquele grupo de loucos que gostam de ser românticos com a conta bancária, como se pudesse comprar o amor. Esses são do tipo que compram um cachorro de raça rara e presenteiam. Ou aquele gato caríssimo e feio “bagarai” e entrega no dia dos namorados. Ou do tipo que gasta o salário inteiro em um presente, mesmo ficando o resto do mês na pindaíba.  Compra um celular lançamento, um carro para a namorada (eu quero um namorado desses, que dá o carro, o gato eu dispenso!) e por ai vai…

Gente, vamos com calma. Existem milhões de formas de fazer loucuras ao presentear, mas na maioria das vezes seu parceiro quer atitudes e nem sempre presentes mais caros são os melhores. Sabe, aquela ligação telefônica? Só para dizer que gosta mesmo, que ama de verdade, aaaaaaah, essa loucura vale mais que um perfume caro.

Mas não vou ser hipócrita, eu aceito qualquer presente. Não estou aqui para recusar! Repetindo: Qualquer presente, menos o gato!

  • RECONQUISTAR UM EX

Loucura, romantismo, chame do que quiser, mas tem coisa mais insana do que tentar reconquistar alguém? Se o amor valeu a pena, se existe a possibilidade de volta, corra atrás do que você quer! Se ele (a) é seu (a) ex, você saberá bem exatamente o que fazer. Se você quem pisou na bola durante o namoro, saberá também o que não fazer para dessa vez dar certo. Agora se ele (a) não lhe quer de jeito algum, pare de dar asas em um relacionamento sem futuro. Nenhuma loucura será suficiente e você sairá menos machucado (a). Não vai nessa de “eu confio no meu taco”. Talvez ele (a) nem goste de taco! Perde tempo não! #focanadica

  • AUTORAL

Tem presente melhor do que dar algo inédito? Algo que ninguém poderá presenteá-lo (a) de igual modo? Por isso que apostar na produção própria é um trunfo inalcançável. Sou suspeita para falar, pois das loucuras de amor, essa é a minha favorita. Então gata, vá por mim, não há nada mais sincero do que tirar de dentro de você uma ideia e colocá-la em forma concreta. 

Faça uma música, demonstre o que você sente em palavras e melodia. Você não sabe cantar ou tocar? Escreva uma carta, um poema! Hoje em dia as pessoas têm se apropriado de textos de outras pessoas, pensadores como Caio Fernando Abreu, Clarice Lispector e por ai vai, para demonstrar seus sentimentos. É válido, mas sejamos autorais também! Coloque no papel o que você sente e mostre para seu (a) namorado (a). Se for tão difícil assim, está bem, escolha uma música que defina suas sensações e peça para que ela (e) ouça, deixando claro que seria como se fossem suas palavras para ela (e). Reúna fotos de vocês juntos e faça um álbum.  Em um quadro com imã magnético, talvez. #jáfizisso #sensaçãomaravilhosa Tente dar suas formas para seu amor e nada de control c + control v na ideia dos outros. Seja você autora das suas histórias e compositora das suas emoções.

  • VIAGEM

Vivemos em dias tão corridos, estressantes e sem muito momento para paz. Aproveite o caos para planejar um momento com seu amor. Viagem é uma das opções mais prazerosas e favoráveis. E desde quando viajar é loucura, Cal? Desde que essa bendita geração nossa se prendeu a mundos virtuais, relações cada vez mais distantes e jornadas de trabalho exaustivas.

Invista em vocês dois, em um momento longe dos seus amigos (pode ser com amigos também, mas faça a trip). Escolha um cantinho para vocês chamarem de SEU! Escolha uma cidade, um lugar que possam desfrutar da privacidade e do romantismo que viagens como essa pedem. Isso significa que você se preocupa com o relacionamento, que vocês precisam de momentos de muita paz e amor. E se possível for, com a menor quantidade de mídias/redes sociais possível.

 

  • ROMANTISMO A MODA ANTIGA

O romantismo virou algo brega ou fora de moda.  Ser romântico é constrangedor e embaraçoso (lógico, para alguns não). Para nossa geração, demonstrar sentimentos é equivalente a sinal de fraqueza emocional ou carência. E como vamos continuar assim? Como vamos amar assim? Tá ficando difícil, galerinha.

Tem coisa mais gostosa do que fazer alguém feliz? Por que o medo? Faça alguém sorrir, ainda mais se esta pessoa te faz feliz também. Nada como a reciprocidade! Aposte no romantismo, à moda antiga. Café da manhã na cama, andar de mãos dadas ou abraçados. Pétalas de rosas no chão, velas e vinho para uma noite de amor. Abra a porta do carro, deixe-a entrar primeiro nos ambientes e por que não a cordialidade ou o cavalheirismo?! Sem segundas intenções, ou talvez pela louca intenção de fazer o outro FELIZ E PRONTO! Diga: EU TE AMO! (quando tiver certeza que ama) Não tenha tanto medo dessas três palavrinhas. Faça se você tiver a sinceridade e a coragem de assim fazer! Lembremos que o amor não sai de moda!

 

  • PEDIDO DE CASAMENTO – MORAR JUNTOS

Uma das sensações mais deliciosas do mundo é você demonstrar que quer passar o resto dos seus dias com a pessoa que você ama. Como também é maravilhoso ter a certeza que tem alguém disposto a estar ao seu lado por toda a vida. Então, caso tenha certeza, compre as alianças, seja de alumínio, de coquinho, de prata, de ouro, seja se ajoelhando, colocando dentro de uma taça de vinho branco, de um pedaço de torta, seja como for o pedido, faça-o! Por que não fazer? Não perca a oportunidade de sentir seu coração ser tocado por alguém ou de tocar o coração de alguém, isso dá sentido a vida.


Passeamos por este manicômio emocional, vimos coisas a serem feitas e não feitas também. Agora você pode estar pensando: Mas essas coisas todas nem são tão loucas assim! E já que não são, por que não praticá-las? Encontre-se com seus medos, suas insanidades e equilibre-se na corda-bamba das emoções e dê o formato que achar melhor para seu amor. O tempo passa tão rápido e perdemos várias chances de sermos plenamente felizes por medo de simplesmente arriscar. Se ser feliz inclui algumas loucuras, como as citadas acima, sejamos loucos de vez em quando! De gênio e louco, todo mundo tem um pouco.  Não já citaram isso por ai?

Se você lembrou de alguma loucura que fez por amor, conte-nos nos comentários.

 

7 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ... 

Certa vez eu estava em um consultório odontológico, lendo uma daquelas revistas empoeiradas que ficam no canto da sala, revistas que só paramos para ler quando não tem mais nada de interessante no mundo a ser feito. Acontece que na tal revista tinha a grande questão do universo (não, não é quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha!), que era:

Amizade com ex, pode?

Logo pensei, ué… Phode! Claro que pode. Phode tudo, mas pode! E a pergunta cabe muito bem a primeira pessoa do singular. Pode existir amizade entre meu ex e eu?Mesma resposta: Phode! E a pior pergunta de todas: Pode haver amizade entre o ex e o atual namorado? Exemplo: Seu namorado ser amigo do seu ex ou você se tornar amiga da atual do seu ex namorado? Resposta final: PHODE! Desculpa gente, mas PHODE tudo esse lance de ex!!!

Primeiramente, vamos partir do principio que se é EX tem que ficar lá atrás e de preferência longe do presente. Se tem duas coisas que não combinam é o passado interagindo com o futuro. Já dizia algum poeta de frase de efeito em postagem de autoajuda no Facebook:

“Se está no passado é por que merece estar lá.”  – Não assinado por Clarice Lispector, muito menos Caio Fernando de Abreu, ok?!

Voltando… Foi aí que analisando o meu ponto de vista sobre ex’s, radical em partes, que percebi o quão hipócrita sou. Fiz uma lista dos meus ex’s e descobri que sou amiga de praticamente todos! Lógico que em alguns graus distintos de aproximação. O mais interessante da minha lista de ex, foi descobrir que existem modalidades e uma grande variedades de ex’s no mundo.

Saca só:

Ex Melhor Amigo

É aquele que fez parte do seu relacionamento mais duradouro, mas que deu tão errado que vocês resolveram findar com uma grande amizade. Ele opina sobre tudo na sua vida, mesmo sem que seja um pedido seu. E pelo fato de te conhecer tanto, vai ser o suficiente para ele acertar em 90% dos palpites.

 

Ex Encosto

É o cara que após o termino não soube seguir com sua vida sem antes acabar com a sua (não de uma maneira fatal e definitiva – calmaê!). Ele é do tipo: Contar seus defeitos, seus tropeços e até seus segredos. Você pode chamá-lo de Ex ou de FDP, escolha a sigla! Ele queima seu filme mesmo! Fala mal de você para os seus amigos, sua família e quem mais aparecer. Ele é o famoso ENCOSTO! Não sai da sua vida nem com a sessão de descarrego!

 

Ex Pneu de Step

O ex que sempre quando você estiver carente, será a sua primeira opção. Ou melhor, sempre que você terminar ou der um tempo com o atual, ele lhe convidará para um programa a dois, um cinema… Seguindo a velha desculpa de matar a saudade ou manter a amizade! Pneu furou, miga? Pega o de STEP!

 

Ex Se Beber Não Case

Já neste caso peculiar de ex, você não sabe se encontrou com ele na balada ou na fila da padaria. Acordou no outro dia com ele ao lado e não sabe nem ao menos como tudo começou ou por que terminou daquele jeito. Resultado final: Ressaca moral!

 

Ex Framboesa de Ouro

Sua autoestima estava nível subterrâneo, estava encalhada a mais de 6 meses ou estava cansada de se dar mal no amor. Seja qual foi o motivo, foi suficiente para você dar uma chance para uma pessoa que lá no fundo não tinha futuro nenhum contigo. O tal boy que você ficou e não sabe como virou namorado e, por óbvia consequência, virou ex. Aquele que você foge feito diabo da cruz e que seus amigos vão zoar o resto da sua vida por ter namorado ele. Parabéns queridêeenha! Você vai levar para casa o demérito de ter se relacionado com o “Framboesa”!

 Obs: Não sabe o que significa Framboesa de Ouro? Joga no Google, miga!

Agora que já vimos os diversos exemplos de Ex’s, sabe o que me deu vontade? De realizar um sequestro relâmpago e reunir todos os meus ex-namorados para debatermos coletivamente o porquê que com nenhum deles deu certo. Seria bem interessante o papo, não acham?

De toda sorte, só podemos concluir e refletir dizendo para os nossos ex’s que valeu a pena cada minuto (sejam minutos ou anos). Acreditem, valeu muito a pena! Por que se não fossem os tombos com os ex’s, nós não seriamos melhores com nossos atuais ou até melhores na vida de um modo geral.

Foram vocês, Ex’s, que “phoderam”, me ensinaram a melhor pessoa que eu phoderia ser. Se hoje sou phoda, a culpa é de vocês! E se hoje sou feliz e amada por outra pessoa, é por que hoje vocês são meus… São meus EX’S! Grata.

#ex #amizadecontinua #phodeounãophode #xerudacal

Deixem abaixo nos comentários se para vocês amizade com ex pode. Ou phode. 

Obs: Na reforma ortográfica da língua portuguesa em 1911, o Ph foi substituído pelo F.

 

8 comentários

Sou musicista (sem banda) Escritora (sem livro) Professora de Educação Física (que ama batata... frita!) Dependente química em Seriados e chocolates (sim, no plural!) Colecionadora de livros, gibis e cds (aceito presentes!)  Apaixonada por Beach Tennis (meu escritório é na praia;) Adoro escrever (principalmente escrever o que penso entre parenteses).  Soteropolitana, nascida e criada em Salvador-Bahia (com grande antipatia por axé e cia. ltda)  Ciumenta com meus familiares, amigos e amores  #soudessas #adorohashtag #xerudacal Agora sim, me fale mais sobre você? ...