Ele é um enigma indecifrável para mim. Como pode alguém conseguir me ter assim sem nem ao menos tentar?

Quando o conheci achei ele incrível. Era uma conversa tão boa, mas tinha algo faltando ali. Sabe aquela coisa que te prende numa conversa e te faz querer conversar mais e mais? Eu não senti. Eu sabia que tinha algo nele que eu queria conhecer, que eu precisava ver, mas ele se fechou para o mundo como uma porta trancada a sete chaves. Eu não conseguia ver o que tinha por trás, mas eu sabia da existência, e foi o suficiente pra eu procurar chave por chave, sem pressa nenhuma, e abrir cada porta que aparecia no caminho. Eu queria ver o que tinha por trás e não me importava o quanto demorasse.

Por trás da primeira porta havia um sorriso incrível, que faz meu olho brilhar só de lembrar.

Por trás da segunda, havia uma voz suave e doce, que era como uma música pros meus ouvidos.

Por trás da terceira, havia alguém ainda mais incrível, gentil, engraçado e divertido do que eu conseguia imaginar.

Por trás da quarta, havia alguém que se importava e procurava saber de cada mínimo detalhe.

Não consigo parar, nem se quer por um segundo, de pensar o que vem por trás das outras três que eu ainda não consegui abrir.

É incrível como ele, mesmo sem saber, mesmo sem querer, tinha o poder de fazer com que eu fosse de 0 à 100 em um segundo. Em como ele, mesmo de longe, conseguia me arrancar suspiros, sorrisos, gargalhadas e acalmar todas as ventanias na minha cabeça. É incrível como ele, mesmo sem querer, me tinha por inteiro.

É incrível como ele, aquele cara que nem eu e nem ninguém imaginou que seria capaz de me manter interessada, não só conseguiu, como me faz, todos os dias, encontrar uma maneira de continuar procurando. Muita gente acha que todo esse tempo tentando descobrir o que mais há nele é perda de tempo. Acham que estou vendo o tempo passar parada, quando na verdade, só estou tendo a certeza de que cada segundo do meu tempo está sendo usado com alguém que merece de verdade.

Mas eu sei, eu sinto, que por trás das sete portas havia bem mais. E eu não me importo de esperar para encontrar. Por que eu sei que quando e o que eu encontrar vai valer a pena.

1 comentário

20 primaveras nem sempre tão floridas assim. Baiana do interior e libriana que nunca é indecisa. Gosta de tudo organizado e no lugar, se importa mais com os outros do que com ela. Ama dias frios e chuvosos, pipoca e chocolate. Acredita que com amor, tudo se resolve. Se entrega de alma em tudo que faz. Tem incontáveis sonhos à serem realizados. Escolheu Psicologia por ser fascinada em como a mente humana funciona. É completamente apaixonada pelo John Mayer. Gosta de escrever mais do que de falar, é através da escrita que consegue colocar para fora tudo o que sente. E escreve no blog O que sinto em palavras. Passa a maior parte do tempo lendo por amar imaginar um mundo novo e uma nova história a cada livro. Viciada em café e super-heróis. E ah, adora ouvir histórias aleatórias sobre a vida. Vai adorar ouvir as suas, chegue mais! <3 stephhhalmeida@hotmail.com ou me chame no instagram!

Deixe seu comentário

  1. CarolResponder

    Pessoas misteriosas e que nos dão a oportunidade de nos surpreender são as melhores 😀 ótimo texto!