Apesar de não me importar mais, de qualquer explicação que você venha me dar não me convença, nem lhe vitimize de qualquer culpa, eu quero te perguntar por que você me traiu? Me traiu só por trair? Me traiu por que se sentia vulnerável e por que a gente não estava em uma fase tão boa? Me traiu quando na verdade não queria, mas o impulso foi maior que sua pessoa? Me traiu por que eu não tinha tempo pra você, é isso? Foi um soco no estômago. Você me destruiu, LI-TE-RAL-MEN-TE.

Eu não queria te deixar ir, e mesmo depois do nosso fim, eu continuava fazendo aquele meu velho papel de trouxa. Eu te cobrava, passava na tua cara tudo o que você não foi capaz de me dar. Eu me consumia, dia e noite. Perdia tempo, me desgastava por absolutamente nada. Você era irônico nas conversas. Se fazia de inocente, jurava de pés juntos que não fez nada por mal, e que a louca nisso tudo era eu, que a culpa de enxergar as suas canalhices e seu jeito escroto de ser, era exclusivamente minha. Você sempre o certo, sempre. Depois que acabamos, passei dias pensando em como não pensar mais em você, porque por mais que você tenha me machucado, era você quem eu achava que deveria ser. Depois que acabamos, juro, tentei me ausentar. Excluir o teu contato do WhatsApp, apaguei as suas fotos do meu celular, te bloqueei no Facebook e fingi que não lembrava do teu número. Só fingi. Tudo que eu queria era distância de você, não receber noticias tuas. Meus amigos me diziam pra deixar de ser trouxa. Eu pensava: ”Será que ele já encontrou outra pessoa?”, ”Será que está por aí, curtindo?”. Eu me preocupava com o que já nem tinha mais a ver comigo. Eu tinha medo de ver o cara que eu escancarei o peito e me permitir amar, com outra pessoa. Tinha medo de saber que o cara que eu achava foda, fodeu com tudo e já estava sorrindo com outra.

Pra honrar o título de papel de trouxa, voltei atrás, resolvi te desbloquear no Facebook, adicionei novamente o seu número em meus contatos, me arrependi de ter excluído as fotos da nossa última viagem pro litoral do nordeste. Perdi algumas noites só pra ficar observando a sua última hora de visualização. E se você estivesse online, já era o suficiente pra que eu me sentisse péssima. Pensava: ”Ele encontrou outra pessoa, fodeu pra mim!” Era difícil admitir que o cara que me fazia sorrir, se transformou no cara que só me fazia chorar. Que o cara acordava do meu lado, poderia estar dormindo com outra, e o pior nisso tudo, não fez o mínimo de esforço por mim. É difícil admitir que o teu amor não quer ser mais teu, e que apesar das lembranças, não adianta insistir, porque quanto mais insistência, mais dor se acumula. Eu ficava sem saber o que fazer, se saia ou se ficava em casa mesmo, dormia mais cedo, sei lá. A impulsividade tomava conta de mim, eu achava que a tua ausência tinha que ser explicada, que o seu sumiço tinha que ser esclarecido. E novamente corria atrás de você. Era difícil aceitar os fatos e acreditar que o cara que eu amava foi mesmo capaz de acabar com tudo, esquecer de mim e além de tudo me culpar por isso. Eu achava que você não tinha o direito de me deixar enquanto houvesse amor em mim, mas a verdade é que você tinha. Eu que não tinha o direito de perder o meu tempo por tão pouca pessoa. Eu não me sentia satisfeita com a ideia de que você estivesse livre enquanto eu ainda me sentia tão presa. E mais uma vez eu me importunava, começava o dia com longas conversas que não davam em absolutamente nada, muitas perguntas não eram nem respondidas. Você me xingava, eu te xingava de volta. Eu iria pro trabalho sem paciência. Enquanto eu não me decidisse de uma vez por todas e seguisse em frente, eu sabia que continuaria ali, parada, confusa.

Eu me perguntava: ”Por que você fez isso?”. Você falou pra eu me virar com os meus sentimentos. Você falava em tentação, dizia que a carne era fraca, e que simplesmente, não podia fazer nada se alguém insistia em ficar com você. O tempo passou e as lições da vida apareceram. Eu amadureci, já não sou aquela trouxa que você conheceu, já não tenho aquela ingenuidade tamanha, e você tem um pouco de culpa nisso. Talvez você já nem seja o canalha de antes, duvido muito, mas vai saber. A vida vai te mostrar quem fez a escolha errada e por favor, não a culpe se alguém te decepcionar como você me decepcionou, porque estarei aqui pra provar que oportunidades você teve, só não soube aproveitar. Você poderia ser o amor da minha vida, mas preferiu ser a minha maior decepção. Eu sigo em frente, caminho reto, sem nem olhar pra trás. As perguntas que um dia te fiz e ficaram sem respostas, deixa pra lá, já nem me importam mais.

23 comentários

Tenho 24 anos, apaixonado por cafés, seriados e filmes de romance, mas amo cervejas e novelas se houver um bom motivo pra isso. Dramático, intenso e extremamente intuitivo. Leio horóscopo, sorrisos e corações partidos. Escrevo sobre casos, por acasos e acasos do amor, sobre boas lembranças e péssimas escolhas.

Deixe seu comentário

  1. GResponder

    C-A-R-A-L-H-O é meu único sentimento no momento.

  2. Bianca Responder

    Meeeu Deeeeeus como me identifico com você garota,acredito que não passei um terço das suas “aventuras”,mas a maioria delas me super me servem como lição! Li seu primeiro livro em dois dias e o segundo ganhei ontem à noite e já terminei,AMO o jeito que escreve e os conselhos que dá,esse último post agora então,FOI PRA MIM só pode kkkkk…parabéns linda,muito sucesso,você merece �

  3. NataliaResponder

    Nossaaaaaaaaaa,voce escreve muito bem
    esse texto e pra mim…
    agora to na fase de “cansei de fazer papel de trouxa”
    parabes vc escreve de mas.

  4. anonimoResponder

    Hoje eu acordei disposta a te procurar, acordei querendo saber respostas concretas sobre nós dois. Alias, já faz um bom tempo que estamos nesse “meio termo” , nesse vai e vem que parece nunca ter fim.
    Hoje finalmente deixei os meus medos de lado , criei coragem e decidi por um ponto final no lugar das prolongadas retissencias que ate hj nos acompanharam.
    Vim te dizer que as coisas mudaram! E mudaram pra valer.
    Eu cansei !
    Cansei de tudo, principalmente daquilo que você chama de amor.
    Cansei e cansei de verdade.
    Cansei de está sempre disponivel pra você enquanto eu nao era valorizada.
    Cansei de tentar salvar algo que pra você nunca existiu.
    Cansei de passar madrugadas chorando enquanto você curtia a noitada com os “amigos”.
    Cansei e resolvi me libertar !
    Me libertar de você e do seu falso amor.
    E aí? As cartas estão na mesa e a decisao está em suas mãos.
    Se decidir ficar agradeço, mas se quiser ir embora eu faço questão de abrir a porta.

    Meu texto-espero que gostem

  5. PolyanaResponder

    LINDOOOO

  6. Leticia Responder

    Arrasoooou!!

  7. TamirisResponder

    Nossaaa ótima texto!!!! Lindoooo…..
    Conta perfeitamente minha história, foi exatamente assim que aconteceu comigo!!!!
    Parabéns Isabela seus textos me ajudam em muitooo…bjs

  8. Taís ArrigoniResponder

    porque esse texto se parece tanto comigo ? porque ? , quando lia mais e mais me via nele, e muito dificil passar por isso e da a volta por cima, como diz o livro “NÃO SE ILUDA, NÃO” – Se as pessoas pensanssem mais em si mesmas , talvez não se chatiassem tanto quando outra pessoa toma alguma atitude egoista , e esa frase vou levar pra minha vida toda.
    ótimo texto.. beijos :*

  9. EmersonResponder

    Caralho, me socorre!! Que texto foda!!

  10. Gabriela LopesResponder

    Um texto perfeito, na hora certa! Sem mais. Adorei muito!!

  11. E.PResponder

    CARACA!!! ME vi nesse texto do Iandê. E sobre a história da Rosane Gomes, me senti revoltada noo mínimo. Porque passei por algo bem parecido, só que não era uma amizade de 28 anos, mas era uma grande amizade. Nessas horas fico pensando se a pessoa ja foi minha amiga mesmo! Rs. Tô seguindo a vida mas vez ou outra essa historia me assombra… passei a confiar bem menos nas pessoas. Serviu para me abrir mais os olhos e não meu coração. Fique bem Rosane. TUDO PASSA!!

    ABRAÇÃO P TDS DO BLOG. ❤

  12. Maisa EvellimResponder

    Perfeito

  13. Maisa EvellinResponder

    E esses textos sempre servindo como um tapa na nossa cara!
    A gente só se da conta do papel de trouxa que tava fazendo quando lê um texto desses, que parece que foi escrito pra gente ou que conta a nossa história. Mas a verdade é que isso tem um tempo, a ninguém deve se acostumar com tão pouco a ponto de ser infeliz, a partir do momento em que escolhemos o que queremos pra nossa vida é que nos damos conta do real valor que temos, e a partir dai não é mais qualquer coisa que serve! Sentimento mendigando, humilhado, com uma esperança inútil de um dia vingar, isso tudo passa e quando passa é alívio, paz de espírito e liberdade de viver pra si sem medo algum ter estar sozinho!

  14. JadeResponder

    Mano que texto! Adoreeeei.

  15. Malú bastosResponder

    E esses textos sempre servindo como um tapa na nossa cara!

  16. Malú bastosResponder

    Pséh

  17. MarcelleResponder

    FERFEITOOOO

  18. DanielleResponder

    Iandê, como você pode traduzir em palavras tudo que se passa no meu coração…Não consigo ler um texto seu sem me identificar ou sem chorar!!
    Parabéns pela sua sensibilidade. Por conseguir traduzir sentimentos!!

  19. Leticia Responder

    adorei o texto,ele te faz querer escrever e parece q foi vc q sentiu cada sentimento escrito na cronica .

  20. thaisResponder

    Espero chegar ao dia em que não irei mais me importar tbm.

  21. Kedma RestrepoResponder

    Parece minha historia, meu ex, meu fim

  22. JanaResponder

    Começamos a namorar em 2014 e cara foi o melhor ano, éramos muito felizes ele era um amor, fazia de tudo por mim e tal .. Ate q em maio de 2015 ele entrou no exército e ele se transformou, n tinha paciência com nada, eu n podia falar nada q ele dava um jeito de se vitimizar e me colocar por baixo, dai começamos a brigar muito, era briga direto, ate q eu comecei ir p igreja e me sentia bem la, ele me acompanhava e tudo, passou um tempo e decidimos firma, dai conversei c que não poderíamos fazer SEXO p mim tudo bem, n vivo disso, agr vai dizer p homem q ele n vai poder mais fazer sexo com sua namorada? Ficamos dois meses sem nada, se batizamos e dps de um mês começamos a voltar a brigar, ele começou a reclamar do sexo, só q eu sabia q era errado q eu ia ter q ficar afastada de várias coisas q eu gostava na igreja só q ai eu cedir fiz a vontade dele, e fui me afastando pouco a pouco da igreja pq ele smp me puxava p fora dela. Ate q quase no final do ano terminamos a primeira vez pq eu tava me sentindo mal, n sentia vontade de nada, ele n me dava atenção que eu queria, fiquei com início de depressão e por eu falar isso com minha amiga e n com ele, ele achou ruim e terminou, (quando mais precisei dele) dai três dias dps ele voltou dizendo q queria voltar e eu voltei sem pensar duas vezes, dai um tempo dps ele terminou cmg de novo dizendo q a gnt tava brigando muito, uma semana depois ele insistiu muito e eu voltei, descobri q ele foi na red room c os meninos do exército enquanto se declarava pedindo pra eu voltar, e eu perdoei. ai um tempo dps ele foi p colatina por causa da lama lá, dai os amigos dele encheram a mente dele e ele venho com uma história q ele n tava podendo me dar atenção q eu merecia, dai eu pensei tem algo estranho ai, n vou voltar com ele, e fiquei c um garoto, quando ele chegou de viagem pediu p me ver eu fui, ficamos e voltamos, dai ele me perguntou se eu tinha ficado c alguém e eu disse a verdade, desde então ele jogava isso na minha cara, ficamos de boa ate dps do carnaval e resolvemos dar um tempo só q logo voltamos, ate q quando chegou março ele viajou p combater incêndio na mata, e ficou uma semana, essa uma semana eu comecei a pensar em tudo de ruim q ele fez comigo, e eu tentava pensar em coisa boa e n vinha, ai ele chegou fui pra casa dele dormir lá e terminamos, eu terminei ele novamente disse q ia mudar, mas uma “amiga” tinha me dito algo e eu me deixei levar e n voltei. No mesmo dia de noite fui em uma social q fui só p me distrair só q ai os amigos dele q por sinal sempre fizeram a mente dele p n ficar junto cmg e dps de um tempo venho falar mal dele p mim, foi fazer novamente fofoca de mim p ele, ele acreditou claro, no dia seguinte ele me xingou toda. Dps fiquei sabendo q ele deu em cima de uma amiga minha e xinguei ele todo (um smp querendo ser o certo, o dono dar razão) dai uma semana dps viajei e quando cheguei ele já tava com outra. E quando fiquei sabendo fui falar c ele e dizia q n amava ela, q me amava e eu boba acreditava, ficamos umas 4 vezes dps q ele começou a namorar essa garota, e ele smp dizia q me amava, ate q contei p ele que um amigo dele tinha chegado em mim, e ele foi perguntar o amigo só q eu falei pra ele n contar, confiei nele, mas ele foi, e esse amigo me xingou de desgraça e td mas graças a Deus tenho a conversa inteira do amigo cmg e sei q td q falei é verdade. . E eu só falei pq eu realmente ainda o amava, e me deixei levar pelas palavras dele e contei, Dai ele disse que n voltava cmg p n magoa a menina (fez certo) mas magoa uma garota q fez de td p tá com ele poderia magoar, alguém que só quis o bem dele, que n mediu esforço pra tá c ele durante dois anos, q mudou TUDO p tá com ele, ele poderia magoa né? Mas uma garota q ele n esta a nem um mês n poderia, realmente isso é amor, ele ama essa garota!!! Mas dps dai comecei a ver ele como uma pessoa ruim p mim, q só me fez mal, só queria o meu mal. E quero que essa garota faça ele se torna alguém com o coração melhor! E quando alguém fala “vcs voltam, o destino de vcs é junto” eu repreendo logo, afinal já aprendi a lição !!